F1: Diretores de prova testam positivo para Covid e FIA avalia substitutos para GP de Miami

Depois da Austrália, os Estados Unidos são o segundo país anfitrião da temporada de 2022 que exige um teste negativo para coronavírus

F1: Diretores de prova testam positivo para Covid e FIA avalia substitutos para GP de Miami
Carregar reprodutor de áudio

O diretor de provas da Fórmula 1, Niels Wittich, testou positivo para a Covid-19 e pode ser forçado a perder o GP de Miami se não voltar a apresentar um teste negativo até a próxima semana.

Eduardo Freitas também testou positivo, mas o português já estava comprometido com o campeonato mundial de Endurance em Spa no mesmo final de semana.

Depois da Austrália, os Estados Unidos são o segundo país anfitrião da temporada de 2022 da F1 que exige um teste negativo para o coronavírus, realizado nas 24 horas anteriores à entrada no país.

Leia também:

Entende-se que Wittich e Freitas, que foram convocados este ano depois que a FIA demitiu Michael Masi do cargo de diretor de provas após a controvérsia do GP de Abu Dhabi, foram testados no retorno aos seus respectivos países de origem. As equipes de F1 foram informadas sobre a situação na reunião da Comissão da F1 na terça-feira em Londres.

Enquanto Wittich ainda tem tempo de se recuperar e apresentar um teste negativo, ainda não está claro o que a FIA fará se ele chegar atrasado em Miami, ou mesmo se for forçado a perder todo o final de semana.

Uma solução óbvia, mas improvável, é chamar Masi, enquanto o diretor de provas da Fórmula E, Scot Elkins, também seria um possível substituto.

No entanto, o mais provável seria Herbie Blash, que atuou como vice-diretor de provas de Charlie Whiting até 2014.

Blash foi chamado de volta nesta temporada para atuar como consultor sênior no controle de corridas, ajudando Wittich e Freitas.

Blash esteve presente nas três primeiras corridas da temporada, embora não tenha estado em Ímola devido aos seus compromissos no campeonato mundial de Superbike com a Yamaha em Assen.

O veterano da FIA Colin Haywood, que foi chamado de volta da aposentadoria no início deste ano para substituir Freitas quando o português estava ocupado nos eventos do WEC, estava escalado para desempenhar o papel de vice no fim de semana de Miami.

Wittich e Freitas devem dividir o cargo de diretor de provas nesta temporada, embora até agora este último tenha atuado apenas como assistente nos eventos em que participou. Entende-se que sua primeira chance de experimentar o cargo pode vir no GP da Espanha de 20 a 22 de maio.

Conheça as origens da rivalidade entre Verstappen e Leclerc

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #175 - Como explicar desempenho constrangedor de Hamilton em Ímola?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Veja em detalhes a eficaz suspensão traseira da Ferrari na F1 para 2022
Artigo anterior

ANÁLISE: Veja em detalhes a eficaz suspensão traseira da Ferrari na F1 para 2022

Próximo artigo

F1: Leclerc garante que erro de Ímola não acontecerá novamente

F1: Leclerc garante que erro de Ímola não acontecerá novamente