F1: Domenicali garante que não houve pressão comercial para começar GP da Bélgica

Stefano Domenicali negou que houvesse qualquer pressão comercial por trás da decisão de garantir que o GP da Bélgica fosse oficialmente considerado uma corrida

F1: Domenicali garante que não houve pressão comercial para começar GP da Bélgica

Após um longo atraso devido às condições de chuva, o GP da Bélgica finalmente começou atrás do safety car, mas foi interrompido após apenas três voltas. Isso foi o suficiente para garantir que metade dos pontos do Campeonato Mundial pudessem ser atribuídos.

Algumas pessoas sugeriram que a F1 queria que a corrida começasse oficialmente, a fim de garantir que o acordo comercial com o promotor da prova fosse cumprido e, portanto, o valor total pago.

Leia também:

No entanto, quando questionado pelo Motorsport.com se caso não houvesse corrida teria um impactado negativo no negócio, Domenicali negou que fosse esse o caso.

“Não, não, no final do dia”, disse ele. “É por isso que, quando ouço que houve alguma discussão comercial por trás disso, não é totalmente verdade, porque quando estamos falando sobre corrida, há responsabilidade, é um processo claro e essas coisas não estão conectadas de forma alguma.”

Questionado se a F1 teria recebido sua taxa total sem uma corrida, ele acrescentou: “Com certeza. É por isso que eu disse para considerar que algo relacionado a um acordo comercial está errado. ”

Domenicali disse que apoiou totalmente as decisões tomadas pelo diretor de prova da FIA, Michael Masi, em esperar por uma brecha no mal tempo e, em seguida, interromper a corrida logo após seu início oficial.

“Para os fãs, é claro, é uma pena, porque é algo que todos querem ver, uma corrida de verdade”, disse ele. “Mas acho que as decisões tomadas pela direção de corrida foram absolutamente corretas."

“Havia o desejo e a vontade de fazer a corrida. E assim que tive a informação, fui acompanhando qual era a situação ali, surgiu uma janela de possível melhora do tempo para tentar fazer a corrida."

“Então, assim que reiniciamos, o tempo piorou novamente tornando impossível a realização da prova. Apesar da decepção para todos, acho que em termos de gestão, foi a coisa certa a fazer."

Questionado se ele tinha uma mensagem para os fãs que pagaram pelos ingressos, ele disse: “A mensagem é clara, que infelizmente não temos controle do tempo. Duas voltas ou nenhuma volta, o ingresso já estava pago."

“Então, não é um problema de voltas. Era o ponto de tentar fazer a corrida. Acho que a direção de prova tentou fazer o máximo para isso. Então, como eu disse, não é um problema de voltas ou não, são condições realmente infelizes."

“Você precisa considerar a segurança para todos, e isso é o mais importante. Como eu disse, o primeiro a ficar desapontado sou eu, porque adoro correr, mas sempre há condições em que você não consegue. ”

Domencali sugeriu que a F1 trabalharia com o promotor para ver o que poderia ser feito pelos fãs desapontados. Depois do GP dos Estados Unidos de 2005 - quando problemas com pneus Michelin significaram que apenas seis carros partiram - os fãs receberam reembolso, com o apoio da empresa de pneus.

Lewis Hamilton está entre aqueles que pediram um processo semelhante para acompanhar o evento do Spa.

“É algo que [podemos discutir] junto com o organizador”, disse Domencali. “Não somos nós que estamos lançando os ingressos. Algum sinal de atenção poderia ser feito, então é algo como um gesto de atenção, em termos de qual será a recompensa em certas ocasiões."

“Infelizmente a corrida não aconteceu. Você pode pagar a passagem e é o que é. No final das contas, com certeza, o organizador, junto com a gente, vai levar em consideração a atenção, o máximo de atenção aos torcedor, com certeza. ”

Ele acrescentou: “Acho que haverá ideias nas quais eles já estão pensando, considerando o que aconteceu este ano”.

Domenicali também confirmou que teria sido impossível disputar a corrida na segunda-feira, uma prática comum nas corridas dos Estados Unidos quando chove em eventos ovais.

“Não por logística, por vários motivos, você não pode agendar a corrida para o dia seguinte por muitas coisas, relacionadas a disponibilidade de comissários, disponibilidade de outras coisas.

“Isso foi considerado, é claro, mas não é possível. Com os promotores tudo fica muito perto, eles seguiram o processo de decisão, então não estão de fora ”.

F1 AO VIVO - FIASCO NA BÉLGICA: tudo sobre a corrida que NÃO ACONTECEU em Spa; Rico Penteado analisa

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

TELEMETRIA: Quem vai se dar bem na segunda metade da temporada de 2020 da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Como uma corrida de uma volta conta pontos para o campeonato mundial

Artigo anterior

F1: Como uma corrida de uma volta conta pontos para o campeonato mundial

Próximo artigo

F1 : Hamilton desabafa no Instagram após realização do GP da Bélgica

F1 : Hamilton desabafa no Instagram após realização do GP da Bélgica
Carregar comentários