F1: Drugovich negocia vaga com Alpine para 2023 em meio à entrave com Gasly, diz imprensa alemã

Piloto brasileiro pode se sagrar campeão da Fórmula 2 neste fim de semana, na Itália

Felipe Drugovich

Felipe Drugovich está cada vez mais envolvido no mercado de pilotos da Fórmula 1. O brasileiro, que pode se sagrar campeão da Fórmula 2 já neste fim de semana, na Itália, está em busca de uma oportunidade na principal categoria do automobilismo e agora tem seu nome ligado à Alpine.

Leia também:

De acordo com o site alemão Automotor und sport, o piloto de 22 anos também está fazendo contatos iniciais com a Alpine para uma possível vaga em 2023. O veículo ainda destaca que Drugovich conta com o apoio da Renault além de um banco brasileiro - e lembra que o Brasil é um dos mercados mais importantes do mundo para a Renault.

Recentemente, Felipe Drugovich revelou que entrou em contato com todas as equipes da categoria, e desde então vem conversando com os times sobre uma possível vaga para piloto reserva e de desenvolvimento em uma equipe da F1. O rumor mais forte no momento é o de que o brasileiro já teria conversas adiantadas com a Aston Martin para exercer este papel no lugar de Nico Hulkenberg - cotado para assumir o assento de Mick Schumacher na Haas também de acordo com a mídia alemã.

Porém, durante o fim de semana do GP da Holanda, Drugovich foi visto em reunião com o conselheiro da Red Bull, Helmut Marko, o que acendeu uma luz sobre o possível interesse da equipe no piloto da MP Motorsport como um nome para substituir Pierre Gasly - que ainda não teve a ida à Alpine definida, uma vez que a superlicença do norte-americano Colton Herta não foi concedida até o momento.

Ao todo, a F1 conta com dez nomes disponíveis que brigam por um dos três assentos disponíveis para a próxima temporada (Williams, Haas e Alpine): Pierre Gasly, Mick Schumacher, Daniel RicciardoNicholas Latifi, Nico Hulkenberg, Antonio Giovinazzi, Logan Sargeant, Felipe Drugovich, Colton Herta e Nyck de Vries.

Na Fórmula 2, Felipe Drugovich aparece com 69 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, Theo Pourchaire, com 78 ainda em jogo. Para sair da Itália campeão, o brasileiro precisa marcar mais pontos que o rival pelo título ou marca-lo de perto durante todo o fim de semana.

PODCAST #194 - Qual será o futuro de Felipe Drugovich?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 
 
 
 
 
 
 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior CEO da F1 diz que caso Herta põe em xeque credibilidade do sistema de superlicenças
Próximo artigo F1: Hamilton alega que Ricciardo é "talentoso demais" para assumir papel de reserva na Mercedes

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil