F1: FIA perde mais um diretor no dia em que anuncia substituto de Nielsen

Mudanças não impactam Niels Wittich, que segue como diretor de prova da elite global do esporte a motor; Motorsport.com explica os detalhes

A huge FIA flag flies on the grid

A huge FIA flag flies on the grid

Mark Sutton / Motorsport Images

A intertemporada da Fórmula 1 antes do início do campeonato de 2024 está agitada na Federação Internacional de Automobilismo. Após ver o britânico Steve Nielsen renunciar como diretor esportivo da entidade, o órgão anunciou nesta segunda-feira o também inglês Tim Malyon como substituto, mas, no mesmo dia, a FIA vê um outro britânico deixar um cargo sênior: Tim Goss.

Esta última perda é um golpe para a FIA, já que Goss havia se tornado um quadro importante para a entidade no âmbito técnico, trabalhando sob supervisão de Nikolas Tombazis, o diretor de monopostos.

O editor recomenda:

“Estamos desapontados por perder uma pessoa do calibre de Tim. Ele desempenhou um papel importante no departamento técnico e sempre operou ao mais alto nível. Entendemos que a sua carreira está a tomar um novo rumo e apoiamos e respeitamos o seu desejo de seguir outro caminho, desejando-lhe sorte nos seus empreendimentos futuros", informou o órgão em comunicado.

Goss trabalhou na McLaren de 1990 a 2018 antes de ir para a FIA e era bastante respeitado no paddock da F1. Ele também falou sobre sua saída: “Foi uma honra trabalhar como diretor técnico da FIA e ajudar a moldar o futuro do esporte".

"Tenho imenso orgulho e satisfação pelas inúmeras conquistas do departamento técnico em minha passagem. Ele possui vários indivíduos altamente talentosos e a organização está numa base sólida em termos de conhecimentos técnicos para as tarefas que vêm pela frente - particularmente a introdução dos regulamentos de 2026. Saio com boas recordações do meu tempo com a FIA", completou.

Nesta segunda-feira, a FIA anunciou que Tim Malyon, que era o diretor de segurança da entidade, substitui Nielsen como diretor esportivo. Segundo o órgão, Malyon “supervisionará todos os assuntos esportivos, incluindo a direção de prova e o Centro de Operações Remotas em Genebra".

Niels Wittich segue como diretor de prova. Tombazis também continua nas suas funções e fez questão de elogiar o trabalho de Steve na FIA, especialmente suas contribuições para a eficiência do controle de corrida.

Steve Nielsen, Sporting Director, Formula 1

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Steve Nielsen, Sporting Director, Formula 1

“Steve tem sido um trunfo fantástico para o departamento de monopostos ao longo da temporada de 2023 da F1 e fez parte de um ano crucial de desenvolvimento e de avanços positivos em nossas atividades. É claro que ainda há muito a fazer e evoluiremos sobre essas bases sólidas nos próximos anos. Desejamos a Steve o melhor para seu próximo desafio", afirmou Nikolas sobre Nielsen, que se destacou na Benetton/Renault antes de ir para a FIA.

Malyon, por sua vez, passou por Red Bull -- onde trabalhou com Sebastian Vettel --, Sauber e BMW antes de se juntar à FIA em 2019. Ele chefiou o departamento de pesquisa antes de virar diretor de segurança.

“Malyon tem vasta experiência/conhecimento no automobilismo do mais alto nível”, disse Tombazis. “Ele desempenhará um papel importante à medida que continuamos a trazer rigor às nossas práticas e procedimentos esportivos e regulatórios, e impulsionará a inovação que trouxemos para a nossa operação de controle de corrida. Tim tem sido fundamental na criação de uma forte sinergia no controle de corrida por meio de tecnologias incluindo inteligência artificial".

“Ele continuará a supervisionar os avanços nessa área, bem como a assumir a liderança na evolução dos regulamentos desportivos da FIA", completou Nikolas. Malyon ecoou o discurso de seu superior ao falar sobre o novo desafio na federação.

“Já trouxemos mudanças significativas em nossa operação de direção de corrida com o apoio do controle de corrida remoto em Genebra e estou ansioso para levar isso para o próximo nível. Também estamos comprometidos com uma ampla revisão regulatória das questões esportivas e espero aplicar um foco mais nítido a esses esforços no futuro”, finalizou o novo diretor esportivo da FIA para a F1.

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Podcast #263 – Max mais incomodado? Briga pela P2 acirrada? O que esperar da F1 2024?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Buscando garantir seu futuro na F1, Monza inicia reforma do autódromo
Próximo artigo Wilsinho Fittipaldi está sem sedação e tem sinais físicos "muito fortes" enquanto médicos seguem processo de acordá-lo; confira

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil