F1 - Gasly explica batida no final da classificação no Catar: "Não ataquei a zebra tanto assim"

Mesmo com batida, francês manteve a quarta posição no grid de largada para o domingo

F1 - Gasly explica batida no final da classificação no Catar: "Não ataquei a zebra tanto assim"

Pierre Gasly explicou a batida no final da sessão classificatória da Fórmula 1 no Catar. O francês, que largará neste domingo da quarta posição, acredita que não tenha ido com tanta força em cima das zebras.

Leia também:

Em entrevista após a classificação, o piloto da AlphaTauri falou sobre a sua performance no Q3 e disse que a pista em Losail "se tornou uma das minhas favorita".

"A classificação foi maravilhosa, todo o final de semana tem sido muito bom. Acho que essa pista se tornou uma das minhas favoritas, é boa de pilotar, um bom balanço do carro, pude levar até o limite".

"A última volta do Q3, eu vinha melhorando o tempo em um décimo e meio e acho que estava próximo de Valtteri. No lado de fora da curva 15, forcei um pouco demais e foi até meio chocante perder toda a asa dianteira estando dentro do carro, explodindo ainda o pneu dianteiro direito".

"No fim do dia, fizemos nosso trabalho, garantimos a quarta posição, logo atrás das equipes de ponta e, até aqui, tem sido um final de semana impressionante da nossa equipe".

Mas Gasly acredita que não tenha ido com tanta força em cima das zebras, atribuindo o problema a outro fator.

"O que eu sei é que nossa asa dianteira é muito fraca em comparação aos demais. Eu perdi a asa no Bahrein, Monza, Sochi, sempre em cima da zebras, então parece ser muito frágil. Eu preciso revisar mas não parece que eu tenha atacado tanto assim. Claramente se quebrou do nada".

Gasly ainda foi questionado sobre o motivo para ter usado pneus macios no Q2, o que usará na largada do domingo, contra os médios do Q1.

"Eu não queria largar com os médios. Temos um longo caminho até a primeira curva e, desde o começo do fim de semana, tinha claro que o objetivo é maximizar a performance na saída e na primeira volta. Acho que tomamos a decisão correta".

Acreditando que o problema em seu carro seja apenas com a asa traseira, Gasly prevê ainda uma "batalha muito apertada" com Ferrari, McLaren e Alpine. A AlphaTauri chega ao Catar empatada com a equipe francesa, com 112 pontos cada.

F1 AO VIVO: A briga de MERCEDES vs RED BULL na CLASSIFICAÇÃO para o GP do CATAR; assista ao debate

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #147 – TELEMETRIA: O que a Red Bull tem que fazer no Catar? Hamilton favorito?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Leclerc admite que "não tem explicação" para mau desempenho em Losail
Artigo anterior

F1: Leclerc admite que "não tem explicação" para mau desempenho em Losail

Próximo artigo

Wolff teme que F1 tenha aberto precedente para "pilotagem mais suja" após não punição a Verstappen

Wolff teme que F1 tenha aberto precedente para "pilotagem mais suja" após não punição a Verstappen
Carregar comentários