F1: Haas não pensa em ‘abandonar’ Ferrari e terá que reagir a desafios com novo patrocinador

Chefe de equipe norte-americana, Gunther Steiner não quer mudar caminho implantado desde a chegada do time à F1 em 2016

Haas VF-23

Gunther Steiner disse que não há planos para a Haas mudar o modelo de sua equipe de Fórmula 1, apesar de se aproximar do limite de orçamento com um novo patrocinador principal.

A Haas anunciou em outubro que a empresa internacional de pagamentos MoneyGram se juntaria como seu novo patrocinador principal, proporcionando um grande impulso financeiro a uma das menores operações do grid da F1.

Leia também:

Chefe da Haas F1, Steiner confirmou no momento do anúncio que a injeção de dinheiro permitiria à equipe atingir o limite de orçamento, colocando-a em um campo de jogo mais nivelado com as outras equipes.

Mas a Haas não pretende se afastar do modelo de equipe sob o qual opera desde que ingressou no grid em 2016, desfrutando de laços técnicos estreitos com a Ferrari e maximizando a transferência permitida de tecnologia como equipe cliente.

A Haas revelou seu novo carro para 2023, o VF-23, por meio de renderizações digitais nesta terça-feira (31), e Steiner deixou claro no final da temporada passada que seu foco deveria estar no desenvolvimento do carro, não mudando a abordagem geral da equipe.

“Queremos investir o dinheiro no carro”, disse Steiner ao Motorsport.com em entrevista.

“No momento, o que temos, investimos no carro. Não há nada que você queira fazer fora no momento. O sistema que temos, queremos apenas estabilizá-lo e garantir que usamos tudo para fazer o carro andar rápido, nada mais."

“Não estamos focando em outras coisas, [dizendo] ‘oh, queremos fazer isso nós mesmos’ – não. Vamos estabilizar como a gente faz agora, e aí se a gente quiser mudar alguma coisa, muda depois, porque senão se você tentar fazer demais a gente tropeça."

“No momento, nos apegamos ao modelo, tiramos o melhor dele. Se pudermos encontrar economias ou melhores investimentos dentro do limite orçamentário fazendo as peças nós mesmos, faremos isso depois. Mas não imediatamente."

A chegada da MoneyGram oferece maior estabilidade à Haas após um período turbulento que a viu passar por dois parceiros de curta duração nos últimos quatro anos.

Seu acordo com a Rich Energy não durou uma temporada completa em 2019, enquanto uma parceria com a Uralkali foi encerrada após apenas um ano depois da invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro passado.

Questionado sobre se a chegada da MoneyGram colocaria a Haas em sua melhor posição até o momento, Steiner respondeu: “Eu diria que nunca estivemos em uma posição ruim.

“2020 não foi uma posição fácil, por causa da pandemia que estourou. Mas acho que sim, isso nos coloca em uma posição muito sólida."

“A melhor ou não? Acho que no começo éramos muito sólidos com tudo. Quando chegamos em 2016, não havia limite orçamentário, então você está muito abaixo das outras equipes, mesmo estando em uma boa situação financeira."

“Mas agora também em comparação com os outros, somos muito competitivos financeiramente – não somos competitivos, somos iguais.”

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #214 – Quem pode surpreender na temporada 2023 da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Forbes corrobora presidente da FIA e 'reduz' valor de mercado da F1
Próximo artigo F1: Punição por violação do teto "limita significativamente" trabalho da Red Bull para 2023

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil