Fórmula 1 GP do Catar

F1: Hamilton celebra pole "muito bonita" no Catar após sexta difícil, com dores no estômago

Hamilton conseguiu completar sua última saída sem problemas, evitando a bandeira amarela de Gasly por ter sido o primeiro a ir à pista

Lewis Hamilton, Mercedes

Neste sábado, Lewis Hamilton encerrou um jejum de oito corridas sem uma pole position na Fórmula 1. O heptacampeão voou na classificação em Losail para garantir sua primeira posição de honra desde a tumultuada Hungria.

Apesar da Red Bull ter iniciado melhor o fim de semana, a Mercedes vinha dominando desde o segundo treino livre, confirmando isso na classificação, mas agora com Hamilton na frente de Valtteri Bottas.

Leia também:

Hamilton garantiu a pole com uma volta voadora, 01min20s807, se livrando da bandeira amarela nos segundos finais devido à quebra do carro de Pierre Gasly na curva final. Mesmo assim, o britânico não deve ter vida fácil no domingo, já que terá Max Verstappen ao seu lado na primeira fila, com o holandês terminando 0s455 atrás do rival na luta pelo título.

Nas entrevistas pós-corrida, conduzidas pelo ex-piloto David Coulthard, Hamilton falou sobre o fim de semana até aqui e projetou o que esperar para o domingo.

"Ontem foi um dia muito difícil para mim. Não estava me sentindo muito bem. Então sofri nos treinos livres e ontem estava meio off, então tive que focar ainda mais. Fiquei aqui trabalhando até meia noite com os engenheiros, que também ficaram aqui até tarde".

"Eles dão o seu melhor e encontraram várias áreas para melhorar. Fizemos algumas mudanças para o TL3 e parecia funcionar, mas aí tínhamos que buscar manter isso para a classificação. Estou muito feliz com o momento que me mandaram para a pista. Não tive tráfego algum".

"E a volta acabou sendo muito bonita. É uma pista incrível de pilotar, é muito rápida, só com curvas de média e alta".

Hamilton revelou que sentia dores no estômago desde quarta, mas que já acordou melhor neste sábado após uma boa noite de sono que, segundo ele "fez uma grande diferença".

Sobre a corrida, Hamilton acredita que Losail não seja uma pista fácil para ultrapassar, e não descarta a chance de ser uma corrida de duas paradas.

"Por ser uma pista tão rápida, acho que com o pouco de experiência que tivemos, não é o local mais fácil de seguir o carro da frente. Mas a degradação de pneus não é tão grande e o três primeiros [ele, Verstappen e Bottas] saem de médios".

"O composto duro é um C1, então podemos ir longe com isso, mas talvez seja uma prova de uma ou duas paradas. Descobriremos amanhã. Temos um longo caminho até a curva um, além do vento, darei tudo de mim".

F1 AO VIVO: A briga de MERCEDES vs RED BULL na CLASSIFICAÇÃO para o GP do CATAR; assista ao debate

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #147 – TELEMETRIA: O que a Red Bull tem que fazer no Catar? Hamilton favorito?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Hamilton voa e crava a pole para o GP do Catar; Verstappen é 2º
Próximo artigo F1: Verstappen diz que Red Bull "lutou mais que o normal" em Losail

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil