F1 - Hamilton descarta hostilidade contra Verstappen: "Gosto de correr contra ele"

Heptacampeão disse ainda que quer ver o título decidido na pista e não com acidentes controversos ou com o envolvimento dos comissários

F1 - Hamilton descarta hostilidade contra Verstappen: "Gosto de correr contra ele"

Uma rivalidade na Fórmula 1 que cresce a cada corrida nas pistas, mas que não transborda para fora dela. É assim que Lewis Hamilton descreve seu relacionamento com Max Verstappen, reforçando que não tem nenhuma hostilidade com o holandês, sempre buscando manter o respeito com o piloto da Red Bull.

Em um dos campeonatos mais emocionantes dos últimos anos, Hamilton e Verstappen vêm protagonizando uma disputa intensa pelo título, e que já chegou a momentos tensos, com as batidas em Silverstone e Monza.

Leia também:

E enquanto os chefes de equipe, Toto Wolff na Mercedes e Christian Horner e Helmut Marko na Red Bull, aparentam estar em uma situação mais tensa, Hamilton afirmou que ele e Verstappen seguem apostando na civilidade fora das pistas.

"Quando você está ao redor de pessoas e em cenários hostis, elas acabam sendo de um jeito quando você está perto e outra quando você não está", disse Hamilton em entrevista à ESPN. "Não tenho nenhuma hostilidade contra ele. Vejo ele com um talento tremendo e gosto de correr contra ele".

"Eu e Max, quando nos vemos após a corrida, sempre tendo manter o respeito, tendo ele terminado na minha frente ou atrás. Não acho que isso tenha mudado. Sempre tento garantir que eu vá até ele, e não vejo nada de diferente da minha parte".

"Se eu concordo com tudo que ele faz? Não me importo. Só posso controlar o que eu faço e como lido com as coisas".

Um dos momentos mais tensos da temporada veio após o GP da Grã-Bretanha, quando Verstappen foi às redes sociais criticar Hamilton por celebrar sua vitória enquanto o piloto da Red Bull estava no hospital. Mas o heptacampeão reforçou que conversou com o rival para esclarecer tudo.

"Eu liguei para ele após Silverstone mas, novamente, e não quero ser paternalista, mas eu sou bem mais velho. Era importante para mim ligar e quebrar o gelo. E não conseguiria fazer isso quando tinha 25".

Lewis Hamilton, Mercedes W12, and Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, crash out of the race

Lewis Hamilton, Mercedes W12, and Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, crash out of the race

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

"Claro, depois sentamos juntos na sala dos comissários [em Monza] e não foi algo hostil. Ele deu seu ponto de vista, e eu dei o meu".

Assim como outros nomes do esporte já falaram anteriormente, Hamilton também quer que o título de 2021 seja decidido na pista, e não por acidentes controversos ou que tenha o envolvimento dos comissários.

"Jamais gostaria de vencer assim. Se isso significar que você não vai vencer, pelo menos você mantém sua dignidade. Não gostaria de vencer de outro modo. Você sempre quer vencer do modo correto".

"Eu amo correr, amo lutar pelo campeonato. E, no final, é para isso que trabalho. Não posso dizer que não ficaria desapontado ao não atingir esse objetivo. Mas, independente do que acontecer, no final do ano, nos cumprimentaremos e estaremos prontos para lutar no próximo ano".

"Há vários positivos para se tirar desse ano e, com sorte, teremos mais no futuro. Tem sido um ano incrível!".

EXCLUSIVO: JU CERASOLI revela detalhes em TRETAS de Hamilton e Verstappen que não são vistos na TV

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #135: Vitória 100 de Hamilton na F1 chega em momento mais pressionado na carreira?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: McLaren espera que calendário de 2022 evite esgotamento das equipes
Artigo anterior

F1: McLaren espera que calendário de 2022 evite esgotamento das equipes

Próximo artigo

F1: Entenda por que o regulamento de 2022 não criará carros 100% iguais

F1: Entenda por que o regulamento de 2022 não criará carros 100% iguais
Carregar comentários