F1: Hamilton destaca as dificuldades causadas pelo calor e o vento em Barcelona após 92ª pole da carreira

Hexacampeão explicou como o calor e o vento influenciaram o treino classificatório deste sábado

F1: Hamilton destaca as dificuldades causadas pelo calor e o vento em Barcelona após 92ª pole da carreira

Lewis Hamilton voou no Circuito de Barcelona neste sábado e faturou sua 92ª pole da carreira na Fórmula 1 e a quarta da temporada 2020. O britânico sairá na frente no GP da Espanha, tendo ao seu lado Valtteri Bottas. Mas, para o piloto, a pole não foi nada fácil.

Na tradicional entrevista após a classificação, Hamilton foi perguntado sobre o quão difícil foi a sessão, devido às altas temperaturas que a categoria não está acostumada a ter na pista catalã.

Leia também:

"É verão", disse. "Essa é a primeira vez minha em Barcelona com o clima tão quente. Fisicamente, é difícil. É muito rápido por aqui, e nunca estivemos mais velozes, então as forças sobre nossos corpos são muito intensas. E os pneus são a nossa maior dificuldade".

"Vocês podem ver como sofremos para manter a temperatura nos pneus, mas mesmo nas voltas lentas, as temperaturas soem. É isso que estamos tentando lidar com os pneus. Eu não consegui ir mais rápido na minha segunda volta. Mas achei que poderia. Não foi uma volta boa".

"A primeira foi decente, acho, pelo menos. O pessoal fez um ótimo trabalho. Estamos aprendendo constantemente. Eu estava com os caras até as 22h de ontem olhando todos os detalhes, onde poderíamos melhorar, nas áreas que podemos ir melhor na corrida, porque as Red Bulls são muito rápidas".

Sobre a dificuldade da pista, Hamilton destacou os pontos mais desafiadores e o impacto que eles têm nos pilotos.

"Os problemas são todos físicos. Aqui podemos pisar mais fundo no freio do que antes, então há muito estresse envolvido. Você vai pé embaixo pela Curva 3 e na 9, então há muito estresse no pescoço, e todo o corpo quer se mover para a lateral do carro".

"Como é tão quente, você precisa ser ainda mais cuidadoso com o acelerador, para não superaquecer os pneus traseiros. Sobre balanço, ventou muito, você podia ver pelas bandeiras. Tínhamos ventos fortes em várias curvas. Há curvas que você pode dar o máximo e algumas que tinha que ser mais conservador".

"Você segue buscando encontrar o limite e é nesse momento que acaba perdendo o carro. É isso que fazemos. Respeito muito o pessoal aqui. Estamos batalhando com os mesmos problemas".

Todas as notícias sobre o GP da Espanha da F1 você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises e confira nossos programas e vídeos!

Acompanhe ao vivo o Q4, que debate o sábado na Espanha:

PODCAST: O que aconteceria em um duelo Hamilton X Verstappen em igualdade de condições?

 

compartilhar
comentários
PLACAR F1: Hamilton abre novamente vantagem sobre Bottas na disputa interna; três pilotos ainda não foram superados em 2020
Artigo anterior

PLACAR F1: Hamilton abre novamente vantagem sobre Bottas na disputa interna; três pilotos ainda não foram superados em 2020

Próximo artigo

Verstappen se diz feliz com terceiro lugar em Barcelona: "É o máximo que podemos fazer no momento"

Verstappen se diz feliz com terceiro lugar em Barcelona: "É o máximo que podemos fazer no momento"
Carregar comentários