F1: Hamilton diz que oitavo título seria o mais importante da carreira, e avisa: "Nunca estive tão relaxado"

Britânico falou ainda sobre as variáveis desconhecidas da pista de Jeddah neste fim de semana

F1: Hamilton diz que oitavo título seria o mais importante da carreira, e avisa: "Nunca estive tão relaxado"

Oito pontos atrás no Mundial, Lewis Hamilton se prepara para uma dura batalha nas próximas duas semanas, em busca de virar o jogo contra Max Verstappen e conquistar seu oitavo título de pilotos na Fórmula 1. Mas, apesar de admitir a importância que tal conquista teria para si e o esporte, o britânico afirma que "nunca esteve tão relaxado" em uma luta pelo Mundial.

Nas coletivas pré-GP da Arábia Saudita, Hamilton foi questionado sobre como a disputa do título em 2021 se diferencia das demais que já esteve envolvido em sua carreira.

Leia também:

"Em alguns pontos. De um lado, é diferente porque temos duas equipes muito próximas. É diferente porque, como equipe, estamos lutando por algo nunca atingido antes. Ninguém nunca conquistou oito títulos, piloto ou equipe, então isso é bem novo".

Vale destacar que, enquanto Hamilton esteja correto em relação aos títulos de pilotos, entre os construtores a situação é diferente. No momento, três equipes possuem pelo menos oito Mundiais: a McLaren com oito, Williams com nove e Ferrari com 16.

"Por outro lado, nunca estive tão relaxado, porque estou aqui há muito tempo, não é a minha primeira vez. Me lembro como foi com meu primeiro campeonato, até mesmo o segundo e terceiros. As noites sem pregar o olho e essas coisas, enquanto hoje estou bem mais seguro de mim mesmo e me aplicando melhor do que nunca".

"Eu sei que não tenho como mudar o que está no passado. Tudo que posso fazer é me preparar do melhor jeito possível para que está adiante e tenho 100% de certeza de que estou fazendo isso".

O heptacampeão ainda foi questionado se, com a intensidade da luta e a possibilidade de chegar a um inédito octacampeonato se esse poderia ser o título mais significativo e importante de sua carreira.

"Sem dúvidas. É algo que ninguém nunca fez antes e seria em meio à batalha mais dura que o esporte viu em anos, em um dos anos mais longos e desafiadores. Acho que, coletivamente, seria algo a mais por causa da pandemia e tudo que tivemos que enfrentar".

Mas, para conquistar o título, Hamilton precisa ainda superar Verstappen na classificação, e tudo começa neste fim de semana em Jeddah, uma pista estreante na F1 e que, apesar do possível favoritismo da Mercedes, ainda cria dúvidas para o britânico.

"Acho que nos preparamos do melhor modo possível, mas acho que para quem está assistindo, eles sempre ouvem sobre essas simulações, mas não sabemos como será a aderência até sairmos com o carro. Parece bem sujo, não muito longe do tipo de superfície de Silverstone".

"Temos essas longas retas, curvas, tudo parece um pouco diferente no simulador porque muitas pistas possuem uma imagem perfeita, enquanto essa é uma estimativa. Há vários pontos desconhecidos e ninguém saberá exatamente até irmos para a pista".

TELEMETRIA: O que Jeddah reserva para disputa de título entre Verstappen e Hamilton?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #149: Frank Williams é o maior personagem da F1 fora das pistas?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Hamilton cobra conscientização da F1 por violações contra os direitos humanos na Arábia Saudita
Artigo anterior

Hamilton cobra conscientização da F1 por violações contra os direitos humanos na Arábia Saudita

Próximo artigo

F1: Verstappen diz que potencial decisão de campeonato na Arábia Saudita não muda preparação para GP

F1: Verstappen diz que potencial decisão de campeonato na Arábia Saudita não muda preparação para GP
Carregar comentários