Fórmula 1
R
GP de Eifel
09 out
Próximo evento em
17 dias
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
31 dias
04 dez
Próximo evento em
73 dias
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
80 dias

F1: Hamilton lidera terceiro treino livre para o GP da Áustria marcado por batida de Latifi

compartilhar
comentários
F1: Hamilton lidera terceiro treino livre para o GP da Áustria marcado por batida de Latifi
Por:
, Repórter

Sessão começou devagar, com apenas um carro na pista nos primeiros 15 minutos e foi interrompida devido à batida de Latifi

Antes da classificação, os pilotos da Fórmula 1 tiveram uma última chance de ir à pista do Red Bull Ring para acertar os últimos detalhes. Na manhã deste sábado foi realizado o terceiro treino livre para o GP da Áustria, que terminou com mais uma exibição de forças da Mercedes e de Lewis Hamilton, que completou a trinca de lideranças dos treinos livres.

Na sexta-feira, a Mercedes sobrou na pista, fazendo dobradinha nas duas sessões de treino, com Hamilton liderando ambos. A estreia do Sistema de Direção de Eixo Duplo (DED) foi um dos principais assuntos do dia, com o público podendo ver melhor o funcionamento do dispositivo, que permite o ajuste do ângulo dos pneus dianteiros com um movimento do volante.

Leia também:

Por outro lado, Red Bull e Ferrari tiveram sessões mais discretas, com Verstappen terminando em 3º no TL1 e em 8º no TL2, enquanto a Ferrari subiu de um 10º e 12º no TL1 para 4º e 9º na segunda sessão. Mas ambas as equipes ficaram bem atrás das Flechas de Prata, que agora correrão a temporada 2020 com uma nova pintura: preta.

O grande destaque entre os dois treinos de ontem foi o resultado das equipes do pelotão do meio. Racing Point, Renault e McLaren foram presenças constantes entre as primeiras posições, com Pérez terminando o TL2 em terceiro, o que mostra que essa briga deve ser uma das características marcantes da temporada.

Desde o fim das atividades de pista de ontem na Áustria, o foco das discussões foi o Sistema DED. A Red Bull formalizou um protesto contra o dispositivo perante a direção de prova, o que levou a uma audiência formal com a Mercedes.

No final, o equipamento foi declarado legal para esta temporada, deixando claro que a Mercedes pode utilizar sua inovação em 2020. Mas esse pode ter sido o objetivo da Red Bull o tempo todo.

Em entrevista na manhã deste sábado, o chefe da Red Bull, Christian Horner, deu indícios de que a equipe teria desenvolvido um DED próprio durante a paralisação e que estaria pronto para ser usado, inclusive neste final de semana.

O TL3 deste sábado foi precedido pela primeira corrida da temporada da Fórmula 3. A corrida, que começou com uma colisão já na primeira curva envolvendo os primeiros colocados, terminou com a vitória do australiano Oscar Piastri da equipe Prema. Largando na última fila em um grid de 30 carros, Igor Fraga e Enzo Fittipaldi conseguiram fazer uma boa recuperação ao longo da prova, de 40 minutos. Igor foi o 16º e Enzo o 18º.

A sessão, que é menor que as de sexta-feira, com apenas 60 minutos de duração, começou devagar. Entre os poucos carros que foram à pista nos primeiros minutos, a maioria fez apenas voltas de instalação. Apenas Carlos Sainz abriu volta rápida nesse primeiro momento, marcando 01min06s307.

Com 15 minutos de sessão, Sainz continuou sendo o único com voltas rápidas, conseguindo melhorar seu tempo em cerca de meio segundo após algumas tentativas, fazendo 01min05s885.

Esteban Ocon que, no final de junho, teve a chance de andar no Red Bull Ring em um dia de testes com a Renault, foi o segundo a ir para a pista. O francês chegou perto do tempo de Sainz, terminando apenas 26 décimos acima, com 01min05s911.

A primeira Mercedes na pista foi de Valtteri Bottas, que já na primeira volta assumiu a liderança com 01min05s448. Mas a troca na liderança foi rápida, com Vettel fazendo 01min05s159. Em sua primeira volta rápida, Hamilton foi apenas o quarto, terminando a mais de meio segundo do tempo do alemão, mas o britânico estava com o composto médio.

Com 40 minutos para o final, o grid resolveu ir à pista quase que de uma vez, com Sainz sendo o único piloto parado neste momento. Hamilton assumiu a liderança após sua segunda volta rápida, com 01min05s140, próximo do tempo de Vettel, com Leclerc em terceiro, Ricciardo em quarto e Bottas fechando o Top 5.

A sessão foi interrompida com cerca de 35 minutos para o final devido a uma batida de Nicholas Latifi com sua Williams na saída da Curva 1. O piloto perdeu o controle do carro, rodou e acabou parando na barreira de pneus. 

 

Pouco antes, a Racing Point de Sergio Pérez havia deixado um pouco de óleo no local, mas não foi possível determinar se o canadense, que é o único novato da temporada 2020 da F1, acabou rodando devido ao óleo na pista. Vale lembrar que, na sexta, o carro do mexicano já havia passado por esse problema nas duas sessões de treino.

A batida de Latifi será o primeiro desafio para uma equipe sob o novo regulamento devido à pandemia. Como forma de seguir o distanciamento social, o número de pessoas trabalhando simultaneamente no carro foi limitado, o que significa que atividades de reparo devem levar mais tempo que o normal. Com o treino classificatório marcado para as 10h, horário de Brasília, duas horas e meia após o horário da batida, a Williams já começa a temporada com um desafio.

A sessão foi reiniciada cerca de 10 minutos depois, com 26 minutos para o fim do TL3. Parte dos carros foram à pista logo que a pista foi liberada. Hamilton estava entre os primeiros a ir para a pista, ainda com pneus médios, mas não conseguiu melhorar seu tempo logo de cara.

Com 20 minutos para o fim, as Ferraris vieram com tudo, assumindo a primeira fila. Leclerc foi para a ponta com 01min04s703 enquanto Vettel ficou em segundo, com 01min04s851, 0s148 atrás. Apesar de ter assumido a ponta, essa volta do monegasco ainda era 0s4 mais alta que o melhor tempo do final de semana, 01min04s304, feito por Lewis Hamilton no segundo treino livre da sexta.

De pneus macios, a Mercedes mostrou a que veio com 15 minutos para o fim do treino. Mesmo com setores ruins, tanto Hamilton quanto Bottas saltaram para a ponta. O hexacampeão assumiu a ponta com 01min04s130, a nova melhor volta do final de semana. Bottas ficou a 0s147. Em comparação ao tempo de Hamilton, Leclerc ficou 0s573 atrás, enquanto Vettel ficou ainda mais distante, 0s721.

Enquanto no TL2 da sexta nove carros andaram no mesmo segundo do líder Hamilton, a situação foi bastante diferente na manhã deste sábado. Com 10 minutos para o fim do treino, apenas seis estavam a menos de um segundo do britânico: Bottas, Leclerc, Vettel, Ocon e Ricciardo.

Com 01min04s413, Max Verstappen conseguiu chegar mais próximo das Mercedes que as Ferraris, assumindo a terceira posição na reta final do treino.

Nos minutos finais do treino, uma volta que representou uma boa notícia para a Williams, mesmo que temporária. George Russell conseguiu encaixar uma volta de 01min05s894, assumindo naquele momento a 13ª posição. Mesmo caindo na classificação logo em seguida, o tempo do britânico estava mais próximo de alguns rivais.

Com cinco minutos para o fim, quase todo mundo foi para a pista tentar fechar uma última volta rápida e garantir uma melhor posição na classificação. Com dois minutos para o fim, Bottas tentou fazer uma última volta rápida, mas errou e acabou escapando na Curva 1.

No final das contas, Lewis Hamilton manteve a ordem vista nos últimos treinos livres e terminou na frente, com um tempo de 01min04s130. A dobradinha da Mercedes foi completa com Bottas em segundo, e Verstappen, Pérez e Leclerc fechando o Top 5. Albon, Vettel, Stroll, Gasly e Norris completaram o Top 10.

Pos Piloto Equipe Voltas Tempo Dif
1 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes 21 1min04s130  
2 Finland Valtteri Bottas Mercedes 22 1min04s277 0s147
3 Netherlands Max Verstappen Red Bull 20 1min04s413 0s283
4 Mexico Sergio Perez Racing Point 19 1min04s605 0s475
5 Monaco Charles Leclerc Ferrari 19 1min04s703 0s573
6 Thailand Alex Albon Red Bull 22 1min04s725 0s595
7 Germany Sebastian Vettel Ferrari 20 1min04s851 0s721
8 Canada Lance Stroll Racing Point 18 1min04s918 0s788
9 France Pierre Gasly AlphaTauri 19 1min04s949 0s819
10 United Kingdom Lando Norris McLaren 22 1min04s950 0s820
11 France Esteban Ocon Renault 11 1min05s037 0s907
12 Australia Daniel Ricciardo Renault 13 1min05s088 0s958
13 Spain Carlos Sainz Jr. McLaren 24 1min05s177 1s047
14 Russian Federation Daniil Kvyat AlphaTauri 24 1min05s290 1s160
15 France Romain Grosjean Haas 18 1min05s363 1s233
16 United Kingdom George Russell Williams 21 1min05s565 1s435
17 Denmark Kevin Magnussen Haas 18 1min05s648 1s518
18 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo 16 1min05s654 1s524
19 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo 19 1min05s773 1s643
20 Canada Nicholas Latifi Williams 6 1min07s049 2s919

O dia de atividades na pista do Red Bull Ring continua daqui a pouco com o treino classificatório, a partir das 10h. No Motorsport.com você acompanha tudo sobre a sessão, com o nosso Tempo Real e a cobertura do site. E já deixe anotado: terminando o treino classificatório, corre para o nosso canal do YouTube para a estreia do Q4. Nossa equipe vai comentar ao vivo tudo que acontecer na classificação e projetar a corrida deste domingo. Não perca!

SEXTA-LIVRE: Mercedes sobra e Racing Point mostra força; Red Bull começa atrás na Áustria

PODCAST: Entrevista com Bruno Senna: a trajetória no automobilismo e histórias com tio Ayrton Senna

 

FIA rejeita protesto da Red Bull sobre sistema de direção da Mercedes

Artigo anterior

FIA rejeita protesto da Red Bull sobre sistema de direção da Mercedes

Próximo artigo

Red Bull: FIA arrisca abrir precedente perigoso com decisão sobre Sistema de Direção da Mercedes

Red Bull: FIA arrisca abrir precedente perigoso com decisão sobre Sistema de Direção da Mercedes
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Guilherme Longo