Fórmula 1 GP de Miami

F1: Jornal 'acusa' Vasseur de omitir verdadeiro problema da Ferrari

"Há uma palavra da qual o chefe da equipe fica longe: aerodinâmica. Porque admitir que uma deficiência nessa área afetaria toda a pirâmide técnica”

Frederic Vasseur, Team Principal and General Manager, Scuderia Ferrari

Após pódio do monegasco Charles Leclerc no GP do Azerbaijão de Fórmula 1, a Ferrari pretendia consolidar o bom momento no domingo, quando se disputou o GP de Miami, mas o que se viu foi o 'retorno' do time a um patamar inferior de competitividade, mesmo com atualizações no SF-23.

Na Flórida, o espanhol Carlos Sainz foi apenas quinto após largar do terceiro lugar do grid, enquanto seu companheiro de Mônaco terminou somente em sétimo, gerando críticas fortes à escuderia de Maranello na Itália.

O editor recomenda:

Com isso, pressão acumulada no novo chefe da equipe vermelha, Frédéric Vasseur. Ex-Sauber, o francês chegou à Ferrari neste ano para substituir o italiano Mattia Binotto, mas o começo de temporada 2023 tem causado 'dores de cabeça' para Fred, como é conhecido no paddock da F1.

Recentemente, a Ferrari confirmou que seu diretor esportivo, Laurent Mekies, deixará o time para assumir a chefia da AlphaTauri na vaga de Franz Tost em 2024. No começo do ano, o tão criticado departamento de estratégias de Maranello foi reformulado, com o antigo diretor Iñaki Rueda demovido a funções de fábrica na Itália. Entre os dois episódios, um fato igualmente importante, ou até mais, como aponta o Corriere dello Sport: a saída do chefe de aerodinâmica, David Sanchez.

"Há uma palavra da qual o chefe da equipe fica longe: aerodinâmica. Porque admitir que uma deficiência nessa área afetaria toda a pirâmide técnica”, destaca o jornal italiano sobre a postura de Vasseur frente à crise ferrarista no início deste ano.

O dirigente francês, aliás, também foi criticado pelo Corriere della Sera, que fez até uma lembrança em relação à época de Mattia Binotto. "Colapso inesperado na Flórida. A Ferrari trouxe melhorias, um novo assoalho, e que parecia funcionar na classificação. Então, na corrida, os problemas de desempenho habituais ressurgiram. Soluções mais profundas são necessárias. Vasseur ressuscitou a frase usual de Binotto: 'Temos que entender'."

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #228 - Reclamações de Verstappen em Baku mostram que bicampeão 'sentiu o golpe'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Andretti já está 'montando' estrutura para F1 e define prazo para resposta sobre entrada no grid
Próximo artigo ANÁLISE F1: Entenda como equipes evoluem carros sem novas peças

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil