F1: Lawrence Stroll nega venda da Aston Martin para grupo chinês

“Verdadeira besteira e totalmente mentiroso”, disse empresário canadense sobre rumores de negociação com o BYD

F1: Lawrence Stroll nega venda da Aston Martin para grupo chinês

Presidente-executivo da Aston Martin e chefão da equipe de Fórmula 1 que levará o nome da montadora britânica de volta ao grid da categoria máxima do automobilismo em 2021, Lawrence Stroll negou os rumores de uma possível venda da marca ao grupo chinês BYD.

Homem-forte da Aston Martin desde o começo de 2020 e responsável pela transformação da Racing Point na nova equipe que representará a montadora na F1, o empresário canadense afirmou que o rumor sobre a negociação é "mentiroso".

O editor recomenda:

Tudo começou com um artigo no East Money, site da China que informou que o grupo BYD, fabricante de vários veículos elétricos, faria a aquisição da Aston Martin em uma negociação de cerca de £ 4.1 bilhões, aproximadamente de R$ 27 bilhões.

Entretanto, Stroll, que é acionista majoritário da Aston Martin, desmentiu a notícia. “Verdadeira besteira e totalmente mentiroso”, teria afirmado o empresário canadense, segundo informações de um porta-voz da marca britânica. De acordo com a mesma fonte, “ele [Lawrence Stroll] diz que não poderia estar mais empolgado e realmente acredita no sucesso da equipe no futuro”.

De volta à F1 após breve passagem entre 1959 e 1960, a Aston Martin terá motores Mercedes e contará com o alemão Sebastian Vettel como novo piloto em 2021. Além do tetracampeão mundial, o time será representado pelo canadense Lance Stroll, filho de Lawrence.

Claire Williams detona F1, se defende de críticas e revela os “pregos do caixão" que mataram gestão

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Vettel, Alonso, Ricciardo, Pérez ou Sainz? Quem entra em 2021 mais pressionado?

 

.

compartilhar
comentários
F1: Restrições por conta da pandemia atrasam preparação da Haas para 2021; entenda
Artigo anterior

F1: Restrições por conta da pandemia atrasam preparação da Haas para 2021; entenda

Próximo artigo

ESPECIAL: Em busca da volta por cima, Williams produziu carros icônicos da F1; veja o top 10

ESPECIAL: Em busca da volta por cima, Williams produziu carros icônicos da F1; veja o top 10
Carregar comentários