Fórmula 1 GP da França

F1 - Marko brinca com 'cochilada' de Pérez na relargada: "Talvez tenha bebido tequila ontem"

Consultor da Red Bull usou do bom humor para falar a respeito da falha do mexicano diante do britânico da Mercedes

Helmut Marko, Consultant, Red Bull Racing, with Sergio Perez, Red Bull Racing

No GP da França, corrida que marcou a metade da temporada de 2022 da Fórmula 1, Sergio Pérez lutava com a Mercedes de George Russell pela terceira posição, quando o Safety Car Virtual provocado pelo abandono da Alfa Romeo do chinês Zhou Guanyu mudou tudo.

Quando o VSC saiu da pista, Russell se adiantou em relação a Pérez, que parecia ter ficado para trás com a reação do britânico. No fim da corrida, Checo disse aos microfones da Fox Sports México que existiu uma confusão com a operação do Safety Car Virtual e com o momento em que devia acelerar, especialmente para manter o tempo delta e não ganhar uma penalidade.

Leia também:

"Houve um problema com o SCV, haviam dando a indicação que acabaria fora da Curva 9, mas acabou na entrada da [curva] 15. Quando a indicação parou, eu estava muito perto do meu delta, então não poderia acelerar. Eu não entendi o que aconteceu. Creio que tiveram um problema na torre de controle que nos custou o pódio", apontou o mexicano. 

Helmut Marko, conselheiro esportivo da Red Bull Racing, considerou em tom de brincadeira que talvez a situação de Pérez aconteceu por conta de um excesso de 'festa', em declarações coletadas pela mídia austríaca Sueddeutsche.de onde apontou: "Talvez ele tenha bebido tequila ontem."

A FIA tomou conhecimento da polêmica e através de um comunico declarou que o atraso na retomada da corrida aconteceu por problemas com seu sistema, o que obrigou a mudar para uma solução de backup. 

"Foi enviada uma segunda mensagem de finalização do SCV devido a um problema de hardware, o que levou a uma mudança automática dos sistemas de backup que funcionaram exatamente como deveriam neste cenário. A mesma informação é fornecida a todas as equipes simultaneamente", indicou o órgão dirigente. 

O regulamento esportivo indica que sobre o período do Safety Car Virtual a bandeira verde deve ser mostrada entre dez e 15 segundos depois da mensagem de "fim" ser entregue, mas no caso deste domingo, na França , atrasou em cerca de um minuto. 

Sergio Pérez, Red Bull Racing RB18

Sergio Pérez, Red Bull Racing RB18

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Sobre isso, a FIA se limitou a dizer que "o tempo da contagem regressiva do encerramento do SCV, até que se mostre a luz verde nos painéis da pista, são sempre aleatórios."

Christian Horner, chefe da Red Bull, falou sobre a situação do Safety Car Virtual em seu encontro com a imprensa em Paul Ricard, antes do comunicado da FIA e lamentou ter perdido um possível pódio duplo com Max Verstappen e Sergio Pérez, mas não se mostrou muito chateado com a situação.

"Acredito que só queremos entender os fatos. Acabei de conversar com Pérez, acredito que só queremos entender porque teve algum tipo de falha no sistema", comentou. 

VÍDEO: Leclerc? Pérez? Quem foi o pior piloto do GP da França?

 

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #187 – Marko está certo ao colocar Verstappen como “a maior história de sucesso da Red Bull”?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - "Ferrari se desespera": Imprensa italiana lamenta erro de Leclerc e o compara com Verstappen
Próximo artigo GP da Hungria de F1: Horários e como assistir à etapa do Hungaroring , com F2, F3 e W Series

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil