Fórmula 1 GP da França

F1 - "Ferrari se desespera": Imprensa italiana lamenta erro de Leclerc e o compara com Verstappen

Grande parte dos veículos destacaram que falha do monegasco pode custar caro no fim da temporada e enfatizou como piloto da Red Bull sabe lidar com pressão

A despondent Charles Leclerc, Ferrari F1-75, after crashing out of the lead at Le Beausset

O GP da França de Fórmula 1 não foi nada fácil para Charles Leclerc, O monegasco errou, rodou sozinho, abandonou a corrida e viu a vitória ficar com o líder do campeonato, Max Verstappen. Após o acontecido, o piloto da Ferrari foi muito honesto ao dizer que se continuasse falhando de forma boba, não seria merecedor do título mundial. A imprensa italiana agradeceu a transparência de Leclerc, mas deixou claro que ser apenas honesto nas declarações não o tornarão um campeão.

A falha de Charles não foi bem vista pela mídia do país. Muitos veículos pontuaram que o número 16 precisa aprender a lidar com a pressão da mesma forma que Max Verstappen aprendeu ao lutar com Lewis Hamilton por alguns anos, até conseguir a conquista na temporada passada. 

Leia também:

Corriere dello Sport disse que o piloto da Ferrari facilitou o caminho para o holandês da Red Bull conquistar o bicampeonato neste ano. 

"Acidente para a Ferrari do monegasco, que abriu caminho para o atual campeão mundial."

Já o Tuttosport destacou a diferença de mentalidade entre os dois pilotos postulantes a campeão, assim como as duas equipes que estão na briga. 

"Leclerc, no muro no GP da França: Ferrari se desespera. Leclerc é um campeão da honestidade, mas assim não se ganha o campeonato. O Verstappen é mais forte que Leclerc? Agora sim. Não é uma frase absoluta, mas a consequência de que Max tem uma história muito mais longa e significativa na Fórmula 1. Cresceu cometendo erros, exagerando e lutando como um leão contra o melhor de todos: Lewis Hamilton. Adquiriu consciência e seriedade que agora dão seus frutos. Tudo o que Charles não tem porque é o primeiro ano que tem um carro para ganhar. Também precisa aprender. Ele e a equipe. 

"Não é coincidência que a maior lição foi dada por Verstappen na entrevista após a vitória: A briga com Leclerc? Às vezes você tem que entender que nem sempre pode atacar, tem que esperar. 

Max pode fazer isso e corrida após corrida pode fazer ainda mais. Charles não fez e deve ter a força mental para aceitar. Enquanto isso, no domingo, na Hungria, tem que ganhar."

II Messaggero comparou a situação vivida pelo monegasco com o ocorrido com Sebastian Vettel, enquanto piloto da equipe, em 2018.  
 
"Um erro desses que não se espera e pelo peso que tem na classificação do campeonato, lembra Sebastian Vettel em Hockenheim 2018."
 

"Decepção porque a Ferrari este ano está mostrando, em vários tipo de pista, ser frequentemente mais rápida, no entanto, você não pode contar os pontos jogados fora entre estratégia e os erros do piloto."

"Com Leclerc eliminado, Verstappen pôde administrar a corrida com extrema seriedade. Não tinha rivais para vigiar e tudo virou um passeio pelo parque. Max não cometeu erros este ano, é totalmente outro piloto em comparação ao ano passado. Ele raciocina, não tem pressa, sabe manejar, não faz manobras pouco ortodoxas. Com o primeiro lugar em Le Castellet, soma sete vitórias em 2022 contra três de Leclerc, fato que faz diferença."

Por fim, o La Repubblica questiona, além do erro de Charles, as decisões da Ferrari em relação a Carlos Sainz. 

"Amargura em Le Castellet para Ferrari. Grito desesperado de Charles Leclerc. Erro muito estranho, não usual para ele, com consequências muito graves. Adeus GP da França e, quem sabe, também o campeonato."

"Aplausos para a autocrítica, mas a honestidade não muda a circunstância. Estava na liderança, estava tendo uma corrida perfeita, não se poder perder tudo assim. O erro é gravo e corre o risco de pagar caro por ele."

"O destino da Ferrari é causar polêmica. O carro agora vai bem e isso é um prazer, talvez seja o mais rápido. Porém, sempre tem algo que não convence. Neste caso, deixando um pouco de lado o erro de Leclerc, a última para nos boxes de Sainz. Realmente era necessária como afirma a equipe? Ou prejudicial como o piloto deixou claro de certa forma? A crítica: custou o pódio. O ponto positivo: evitou outro abandono por pneus sem vida. O debate está aberto".

 

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #187 – Marko está certo ao colocar Verstappen como “a maior história de sucesso da Red Bull”?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: É injusto dizer que Leclerc é propenso a erros após batida na França, diz Binotto
Próximo artigo F1 - Marko brinca com 'cochilada' de Pérez na relargada: "Talvez tenha bebido tequila ontem"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil