F1 - Marko nega que Red Bull esteja esgotando orçamento e cutuca Ferrari: "As batidas de Sainz não devem ser baratas"

Com a redução do teto para 2022, equipes vivem um grande desafio para saber onde exatamente investir seu dinheiro para atualizações

F1 - Marko nega que Red Bull esteja esgotando orçamento e cutuca Ferrari: "As batidas de Sainz não devem ser baratas"
Carregar reprodutor de áudio

A Red Bull negou sugestões feitas mais cedo nesta semana pela Ferrari de que estaria gastando mais de seu orçamento dedicado para desenvolvimento do carro do que a equipe italiana neste começo de temporada da Fórmula 1. E, em retorno, o consultor Helmut Marko aproveitou para dar uma cutucada na rival.

Uma série de atualizações introduzidas pela Red Bull em Ímola ajudou o time austríaco a superar a Ferrari, com Max Verstappen vencendo com autoridade nos dois últimos GPs. Já o time italiano optou por não desenvolver o carro nessas cinco primeiras corridas, programando o primeiro pacote para a próxima etapa, na Espanha.

Leia também:

Mas a equipe italiana expressou alguma crença de que a vantagem atual da Red Bull possa ser resultado do fato da marca austríaca ter gasto muito mais com desenvolvimento até aqui no ano, o que implicaria no teto ser atingido mais cedo.

"Eu espero, porque como temos um teto orçamentário, que em algum momento a Red Bull terá que interromper o desenvolvimento", disse Mattia Binotto em Miami. "Se não, não entenderei como que eles fazem isso".

Mas a Red Bull rejeitou qualquer conversa de que tenha acelerado seus gastos, jogando mais recurso que o necessário no começo de temporada. Marko foi enfático ao dizer que os gastos de sua equipe está em linha com os rivais, e os ganhos parecem ser tão grandes por causa da redução de peso do carro.

Helmut Marko, Consultant, Red Bull Racing

Helmut Marko, Consultant, Red Bull Racing

Photo by: Alexander Trienitz

Questionado se a Red Bull teria gasto mais que a Ferrari até aqui no ano, ele disse: "Não acredito. Planejamos nossas atualizações de tal modo que sempre reduziremos o peso do carro, porque infelizmente não atingimos o mínimo. E não vamos chegar lá ainda com a próxima atualização".

"Não acho que estamos em uma posição tão diferente da Ferrari. Especialmente porque eu me pergunto qual efeito que as batidas de Carlos Sainz tem para eles. Ele já bateu o carro várias vezes. Isso não deve ser barato".

Marko disse ainda que qualquer preocupação que a Red Bull tenha sobre o orçamento está relacionada a aspectos que afetam a todas as equipes, como o aumento no valor do frete.

"É verdade que o aumento nos custos de logística são um problema. Mas isso não afeta apenas a nós, afeta a Ferrari e todos os outros".

O chefe da Red Bull, Christian Horner, diz ter em mente os limites do teto orçamentário, e que o foco está em produzir atualizações que entreguem o melhor rendimento pelo valor gasto.

"Temos que ter cuidado na introdução de atualizações por causa das restrições do teto neste ano. Temos que garantir que sempre traremos algo que tenha valor pelo dinheiro investido".

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #177 - Red Bull 'roubou' status de favorita ao título da Ferrari?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Horner diz que briga entre Verstappen e Leclerc não é boa para sua pressão arterial
Artigo anterior

F1: Horner diz que briga entre Verstappen e Leclerc não é boa para sua pressão arterial

Próximo artigo

F1: Mercedes admite não ter respostas para queda de performance em Miami

F1: Mercedes admite não ter respostas para queda de performance em Miami
Carregar comentários