F1: Mercedes não se preocupa com de Vries levando conhecimento da equipe para a Red Bull

Piloto holandês lembrou que, diferentemente de Russell, nunca teve afiliação com a Mercedes nas categorias de base, o que o permitiu buscar oportunidades pelo grid

Nyck de Vries, Williams

Apesar de confirmado como piloto da AlphaTauri na temporada 2023 da Fórmula 1, Nyck de Vries manterá seu papel de piloto reserva na Mercedes até o fim do ano, devendo fazer mais um treino livre com a equipe. E segundo o diretor técnico Mike Elliott, a Mercedes não se preocupa com o fato do holandês seguir no papel, podendo levar informações do time para a rival Red Bull em 2023.

De Vries tem sido o piloto reserva da Mercedes ao longo da temporada, acompanhando as corridas direto da garagem. Na França, ele fez o TL1 no lugar de Lewis Hamilton. Só que a partir de Singapura, quando ficou claro que ele iria para a AlphaTauri, o holandês foi obrigado a dar um passo atrás.

Leia também:

Ele não está mais envolvido nas reuniões ao longo do fim de semana, com o fluxo de informação técnica sendo reduzido, algo que foi mantido no Japão. Mas como a Mercedes ainda precisa colocar um jovem talento em um TL1 neste ano, de Vries deve ocupar o carro de George Russell no México.

Segundo Elliott, a Mercedes não se preocupa com a possibilidade de de Vries ter um 'gosto' das últimas atualizações do carro antes de ir para o campo rival.

"Estamos muito felizes por ele, pela oportunidade que recebeu. Talvez seja uma pena onde ele está indo, mas é assim que as coisas são. Ele merece a oportunidade, mostrou que é um ótimo piloto. Ter ele na nossa garagem foi incrível, ele é uma ótima pessoa, bem ligada e que entende o carro".

"E temos fé de que podemos colocá-lo no carro, fazer testes com ele e confiamos que ele não irá olhar para coisas que não queremos que ele veja. Acho que ele fará um ótimo trabalho".

Elliott ainda notou que de Vries vem fazendo pouco trabalho de simulador, com foco em seu próprio programa de corridas: "Ele fez um pouco, e obviamente ele vinha guiando na Fórmula E também, o que tomava uma boa parte de seu tempo".

Nyck de Vries, Test and Reserve Driver, Mercedes AMG, analyses data with Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Nyck de Vries, Test and Reserve Driver, Mercedes AMG, analyses data with Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

"Mas a F1 muda rapidamente. Esse aprendizado vem em um ritmo que o que ele fez há um ano pode não ser tão útil para ele agora. Acho que o que ele mais vai tirar daqui é o modo como trabalhamos juntos, nossos processos e sistemas".

"Como eu disse, quero desejá-lo boa sorte. Ele tem sido muito honesto no modo como lidou conosco, então não há preocupações".

De Vries lembrou que, diferentemente de Russell, ele nunca foi um piloto da Mercedes e, por isso, sempre esteve livre para ir onde quiser.

"Eu acho que era visto como piloto Mercedes nos últimos anos, o que eu fui até certo ponto, mas por estar correndo com eles na Fórmula E e como reserva na F1. Mas, além disso, nunca tive outra afiliação com a Mercedes. Claro, construímos uma relação muito amistosa, com muito apoio e ajuda".

"Mas, ao mesmo tempo, estou aqui cuidando dos meus próprios interesses. Claro, espero que eles tenham ficado desapontados ao perder algo. Não sei! Acho melhor perguntar para eles. Mas também acho que eles estão felizes por me verem tendo uma oportunidade no grid ano que vem".

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast: feitos da RBR podem ser 'manchados' por violação do teto de gastos?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior RETA FINAL: GP dos EUA, Verstappen comparado a Senna, mercado da F1 e o que ainda está em jogo em 2022
Próximo artigo F1: Críticas de Norris mostram que ele está "incomodado", diz Alpine

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil