F1: Mudanças nos pit stops são adiadas para GP da Bélgica, em agosto

FIA divulgou nova diretriz técnica às equipes; paradas nos boxes ficarão mais lentas e menos "automatizadas"

F1: Mudanças nos pit stops são adiadas para GP da Bélgica, em agosto

A restrição da FIA aos pit stops "automatizados" da Fórmula 1 foi adiada do GP da Hungria para a Bélgica, primeira corrida após a pausa de verão. O atraso ocorre depois que o órgão emitiu uma nova diretriz técnica sobre o tema, que substitui a versão original, para que as equipes tenham mais tempo de fazer as alterações necessárias.

O documento recente elimina alguns dos requisitos de tempo mínimo especificados para diferentes aspectos da sequência de parada original e que eram baseados na reação humana. No entanto, alguns elementos permanecem e o objetivo da categoria ainda é evitar que as equipes usem a sinalização automática para acelerar as trocas de pneus.

Leia também:

Os times devem demonstrar que o mecânico de cada pistola pressiona manualmente um botão que sinaliza que a roda está ligada com segurança e também que não pode ser pressionado.

A mudança vem após o diálogo com algumas escuderias, notadamente a Red Bull, conhecida por ter as paradas mais rápidas nas últimas temporadas.

"No TD houve uma atualização", disse o chefe da McLaren, Andreas Seidl. "Com base no feedback que a FIA coletou depois de comunicar inicialmente para as equipes, o que faz sentido do nosso ponto de vista."

"O principal objetivo deste foi garantir que os pit stops sejam feitos de maneira segura e antecipar a prevenção de coisas ruins. E também garantir que estejamos em igualdade de condições em termos de aplicação do regulamento. Estamos felizes com isso."

Seidl acrescentou: "A porta está aberta para novas mudanças no próximo ano."

Quando a diretriz original foi emitida no mês passado, o chefe da Red Bull, Christian Horner, sugeriu que as paradas estavam sendo regulamentadas em excesso: "É preciso lembrar que a responsabilidade do competidor é que ele deve ter todas as quatro rodas fixadas. Caso não tenha, a pena é parar o carro e retirá-lo imediatamente."

"Portanto, é brutal, o resultado de não ter essas rodas devidamente seguras, mas introduzir falsos atrasos e assim por diante... Tem sido um elemento emocionante, um grupo de pessoas pode trocar quatro rodas em menos de dois segundos? Demonstramos isso com os recordes mundiais que alcançamos, mas vão diluir e tirar isso agora."

CLIMA DE GUERRA: Max Wilson teme CONSEQUÊNCIA do acidente de Hamilton e Verstappen para F1; entenda

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como fica o campeonato após guerra declarada entre Verstappen e Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Wolff: Corridas sprint deveriam ser restritas a eventos "Grand Slams"

Artigo anterior

F1 - Wolff: Corridas sprint deveriam ser restritas a eventos "Grand Slams"

Próximo artigo

F1: Ralf Schumacher diz que Verstappen e Hamilton o lembram Senna e Prost

F1: Ralf Schumacher diz que Verstappen e Hamilton o lembram Senna e Prost
Carregar comentários