F1 - Wolff: Corridas sprint deveriam ser restritas a eventos "Grand Slams"

Chefe da Mercedes disse que aprova novo formato, desde que seja realizado apenas quatro ou cinco vezes por ano

F1 - Wolff: Corridas sprint deveriam ser restritas a eventos "Grand Slams"

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que gostou do novo formato de fim de semana da Fórmula 1 com as corridas sprint, que fez sua estreia no GP da Grã-Bretanha, mas acredita que o modelo deve ser reservado apenas em eventos "Grand Slam".

A F1 realizou uma corrida sprint de 100 quilômetros de duração, 17 voltas no total, no sábado em Silverstone, para determinar o grid de largada para o GP do domingo, com Max Verstappen vencendo em cima de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas para ficar com a pole position.

Leia também:

Apesar de Wolff ter dito ao Channel 4 logo após a corrida que, para ele "a pole deveria ser da classificação e não de sprints", posteriormente ele disse que foi "uma boa adição". Porém, ele também não acha que o formato deve ser algo fixo nos finais de semana, porque cria "muita aleatoriedade".

"Acho que isso anima o público na pista. O começo é sempre interessante, com bom conteúdo. E, obviamente, Alonso foi divertido de ver. No geral, um bom acréscimo".

"Mas não vejo isso em todas as corridas. Acho que cria muita aleatoriedade. Se você ver Checo rodando e abandonando, último não é o lugar em que ele deveria largar. Isso pode jogar contra você quando se é um dos ponteiros".

"Então há muita aleatoriedade, mas eu acho que se os próximos correrem como esse, acho que pode ter um lugar no calendário de forma limitada".

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

"Não sou fã de experimentações ao vivo. Mas essa não é tão controversa. Mas sou totalmente contra inversão de grid. Isso é falso. Mas aqui, todos saíram da posição certa".

"Eu acredito que a classificação foi na sexta, e a classificação deveria ser chamada assim, e não corrida sprint. Mas isso são detalhes. Acho que foi um pouco chato próximo do fim, mas até ali eu digo que existem méritos".

"Acho que isso seria meio que como o Grand Slam em algumas corridas, e acho que isso é bom, porque você cria um entretenimento real no sábado. Estamos no horário nobre na sexta, no sábado e, obviamente, temos a corrida no domingo".

"Concordo que o TL2 no sábado é meio aleatório. Mas é preciso uma sessão com simulações de corrida, e os resultados acabam sendo irrelevantes. Apenas a equipe sabe. Então acho que podemos mudar um pouco o formato. Mas, fundamentalmente, se fizermos cinco etapas, sou a favor. Talvez quatro seja o número ideal".

CLIMA DE GUERRA: Max Wilson teme CONSEQUÊNCIA do acidente de Hamilton e Verstappen para F1; entenda

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como fica o campeonato após guerra declarada entre Verstappen e Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: FIA adverte equipes sobre lobby com comissários após polêmica em Silverstone

Artigo anterior

F1: FIA adverte equipes sobre lobby com comissários após polêmica em Silverstone

Próximo artigo

F1: Mudanças nos pit stops são adiadas para GP da Bélgica, em agosto

F1: Mudanças nos pit stops são adiadas para GP da Bélgica, em agosto
Carregar comentários