F1 considera não realizar pódio em corridas aos sábados para evitar desvalorização de GPs

Modelo, que pode ser testado em Interlagos, vem causando polêmica entre pilotos, que temem uma desvalorização do evento principal

F1 considera não realizar pódio em corridas aos sábados para evitar desvalorização de GPs

A Fórmula 1 deve votar ainda neste mês a realização de testes de um novo formato: as corridas sprint. Mas o modelo vem causando polêmica, com pilotos e fãs temendo que a mudança no final de semana possa desvalorizar as vitórias no domingo. Para evitar problemas, a F1 analisa a possibilidade de não realizar uma cerimônia de pódio após a prova do sábado.

A direção da categoria está juntando os planos finais para os testes das corridas sprint aos sábados em três GPs deste ano. Caso a proposta seja aprovada, o que parece bastante provável, já que possui apoio inclusive de Toto Wolff e Mattia Binotto, o formato seria executado nos GPs do Canadá, da Itália e de São Paulo.

Leia também:

Um dos fatores que estão sendo considerados é garantir que as provas de curta duração do sábado (100 quilômetros, um terço de um GP normal) não tirem o foco da corrida principal, no domingo, uma ressalva levantada por diversos pilotos.

É por isso que o CEO da F1, Stefano Domenicali, disse que o formato está sendo pensado de modo que a corrida de sábado não acabe tendo uma importância maior que o GP do domingo.

"Estamos definindo o modelo das corridas sprint, e vamos apresentar o programa antes do GP do Bahrein", disse Domenicali em um evento onde a F1 revelou o acordo com a Ferrari Trento para o fornecimento de espumante para os pódios deste ano.

"Precisamos garantir que exista uma diferença da celebração icônica da corrida, que é o momento após o fim da corrida na tarde de domingo. Esse é o ápice de nosso evento, e ele precisa ser mantido separado dos outros. Por isso a celebração seguirá sendo no domingo a tarde, e não no sábado".

Outro ponto que a F1 analisa é a denominação da corrida sprint, e uma das principais sugestões é que a prova seja simplesmente chamada de "corrida classificatória". Mas o diretor esportivo da Renault, Marcin Budkowski, sugeriu uma alternativa ao reconhecer que a mudança no formato do final de semana seria bom para o espetáculo.

"Corridas sprint, ou seja o que elas sejam chaamdas, super classificação, é para deixar o evento emocionante ao longo dos três dias. Vamos classificar na sexta, correr no sábado e correr de novo no domingo. E vamos menos preparados para a classificação. Para os fãs, no circuito ou em casa, serão três dias de emoção".

"Acho que isso ajudará a formar um bom show para os fãs. Vamos testar novos formatos. É uma ótima oportunidade para ver se isso é algo que vamos querer manter para o futuro".

ASTON MARTIN 2021: O carro verde de Vettel e os planos da volta da marca à F1

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Como seria a transmissão dos sonhos da F1 no Brasil?

 

compartilhar
comentários
F1: Chefe da Ferrari explica os dois principais pontos para reação em 2021

Artigo anterior

F1: Chefe da Ferrari explica os dois principais pontos para reação em 2021

Próximo artigo

F1: Vettel afirma que está "em paz" com saída da Ferrari e que mantém pressão por resultados

F1: Vettel afirma que está "em paz" com saída da Ferrari e que mantém pressão por resultados
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble