F1: Red Bull esclarece que não está acusando Aston Martin de 'plágio'

Hemult Marko, consultor da equipe, garante que seus comentários não significam que há planos para uma acusação formal contra o time de Silverstone

Fernando Alonso, Aston Martin Racing AMR23

O fato de que o Aston Martin AMR23 tem certas semelhanças visuais com o Red Bull RB19 foi motivo de piadas no início da temporada da Fórmula 1 no Bahrein, ao menos pelo lado do time de Milton Keynes.

Leia também:

"É bonito ver três carros da Red Bull no pódio", disse Sergio Pérez na coletiva de imprensa da FIA depois da corrida, adicionando: "Todos somos pilotos da Red Bull", em alusão a Fernando Alonso.

Isso ocorre claramente porque Dan Fallows, membro da equipe de design da Red Bull há muitos anos, é diretor técnico da Aston Martin desde abril de 2022. E que o Aston Martin de 2023 de repente se parece muito com o carro do ano passado da equipe de Milton Keynes. É menos impressionante para alguns.

"Afinal, não foi apenas Fallows que se mudou para a Aston Martin, mas também alguns outros funcionários. Eles obviamente têm uma boa memória", disse Marko no Bahrein em entrevista à Sky Sports. Com um largo sorriso no rosto, acrescentou que não querem fazer alarde porque “queremos começar esta temporada em paz”.

Após a corrida, o conselheiro da Red Bull voltou a falar sobre a Aston Martin: "Hoje tivemos três Red Bulls no pódio. Um deles tinha um motor diferente."

Mas quando Marko diz algo assim, ele sempre o faz por maldade, mas isso não significa que a F1 está caminhando para um novo copygate. E para deixar ainda mais claro, em entrevista ao canal do YouTube do Formel1.de, publicação irmã do Motorsport.com, o austríaco de 79 anos garantiu que não haverá protesto contra a equipe de Silverstone.

Questionado se há indicações concretas de uma transferência de informações da Red Bull para a Aston Martin, Marko respondeu: "De jeito nenhum. E também não é para ser uma acusação. São apenas comentários engraçados. Se você olhar no grid, o Aston Martin é o carro mais próximo do Red Bull", disse ele.

Que o Aston Martin no Bahrein foi o rival mais feroz da Red Bull, especialmente na corrida, é algo que os especialistas concordam. E o chefe da equipe de Milton Keynes, Christian Horner, também acredita que Alonso foi "muito forte" na corrida: "Foi divertido ver Fernando lá em cima e dá esperança para a geração de mais de 40 anos de que ainda há vida por vir."

"Ele fez uma corrida muito boa, é muito ambicioso e o Aston parece ser um bom carro", disse Horner. "Com base no resultado da corrida, é preciso dizer que eles foram a segunda equipe mais forte do Bahrein."

Comentando sobre o progresso que a Aston Martin fez durante o inverno, Horner pontuou: "É uma prova para todas as equipes de que algo assim é possível. Eles fizeram um trabalho muito bom. E dizem que a imitação é o maior elogio. A partir desse ponto De vista, é bom ver nosso carro antigo ainda funcionando tão bem!"

Rico Penteado revela como Flavio Briatore 'acabou com a brincadeira' na Renault F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #220 - Fernando Alonso pode ser a 'salvação' da F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Webber: "Hamilton não se precipitará com planos sobre futuro"
Próximo artigo F1: Audi esclarece rumores sobre 'conversas' com Mick Schumacher

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil