F1: Red Bull explica mensagem a Verstappen sobre perda de seis décimos nas retas

compartilhar
comentários
F1: Red Bull explica mensagem a Verstappen sobre perda de seis décimos nas retas
Por:

Segundo Christian Horner, a natureza da pista de Sochi não colaborava com o modelo do motor da Honda

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse que o déficit de velocidade da equipe em retas no GP da Rússia de Fórmula 1 foi "distorcido" pelo fato da unidade de potência da Honda acabar ficando sem bateria nas longas retas.

A natureza do circuito de Sochi, com poucas zonas de frenagem mais forte e longos setores de aceleração plena, tornam difícil para os motores turbo híbridos para recuperar potência suficiente ao longo de cada corrida para permitir uma volta "com tudo" na pista.

Leia também:

Isso resulta em algo conhecido como "clipping", quando o motor acaba com aumento extra de potência de 160cv no final das retas.

Com a Red Bull mandando uma mensagem de rádio a Max Verstappen que ele estava perdendo seis décimos nas retas em comparação à Valtteri Bottas, ficou claro onde estava a vantagem das Mercedes.

Mas Horner disse que a performance da Rússia não representava a situação da Honda frente às rivais em outras pistas, onde a recuperação de energia acontece de modo mais fácil.

"Acho que esse circuito sempre seria difícil para nós", explicou. "Tivemos muito clipping aqui e isso tem um efeito. Acho que o problema foi a recuperação de energia. Mas já sabíamos disso antes. Sempre seria uma corrida desafiadora para nós".

Horner sempre soube que a Mercedes teria o carro mais rápido na Rússia, então o segundo lugar de Verstappen foi melhor do que eles esperavam realisticamente.

"A Mercedes tinha um carro mais rápido que o nosso neste fim de semana. Obviamente nos beneficiamos da punição a Lewis, mas acho que Max extrair toda a performance possível do carro no fim de semana. É o nosso melhor resultado aqui em seis anos".

Perguntado se ele achava que Verstappen tinha uma performance superior à do carro no momento, Horner respondeu: "Bem, um carro só vai tão rápido quanto o piloto no volante".

"Sabemos que Max está pilotando em um nível muito alto. Sabemos que Lewis é capaz do mesmo. Max, sua volta na classificação foi sensacional, e, na corrida, ele não cometeu erros. Foi uma performance muito madura".

PÓDIO: Hamilton é punido e Bottas vence na Rússia, com Verstappen em segundo

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

F1: Diretor de Provas diz que seria "inapropriado" manter punição de pontos a Hamilton

Artigo anterior

F1: Diretor de Provas diz que seria "inapropriado" manter punição de pontos a Hamilton

Próximo artigo

F1: Hamilton diz que FIA segue mudando regras "para manter o espetáculo"

F1: Hamilton diz que FIA segue mudando regras "para manter o espetáculo"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Equipes Red Bull Racing
Autor Jonathan Noble