F1: Red Bull teve "conversas exploratórias" com Vettel antes de contratar Pérez

Christian Horner definiu que possível retorno do tetracampeão seria como "voltar para uma ex-namorada"

F1: Red Bull teve "conversas exploratórias" com Vettel antes de contratar Pérez
Carregar reprodutor de áudio

O relacionamento entre Sebastian Vettel e Red Bull na Fórmula 1 foi altamente vitorioso: quatro títulos em seis temporadas juntos até que o alemão resolveu deixar a equipe para se juntar a Ferrari em 2015. O tempo passou e uma nova dupla de pilotos compõe o line-up da equipe em 2022, contudo, a Red Bull revelou que antes de contratar Sergio Pérez algumas conversas "exploratórias" com o tetracampeão aconteceram. 

Leia também:

Em 2020, Pérez anunciou que não seguiria na então Racing Point em 2021 sendo excluído do projeto que transformaria a escuderia na atual Aston Martin. Sem contrato e com a Red Bull atrás de um segundo piloto, uma vez que Pierre Gasly e Alexander Albon não correspondiam as expectativas, equipe e piloto juntaram forças. 

Contudo, Christian Horner revelou recentemente ao Channel 4 que antes de bater o martelo em relação ao mexicano, o time austríaco chegou a conversar com Sebastian Vettel, mas a situação foi comparada como "voltar para uma ex-namorada" pelo chefe de equipe.

"Tivemos algumas conversas exploratórias", explicou Horner. "Seria um pouco como voltar para uma antiga namorada, provavelmente nunca seria a mesma segunda vez."

Vettel faz parte da galeria de campeões da Red Bull e liderou uma época de dominância da equipe austríaca na F1, por isso, Horner cultiva um carinho especial pelo alemão - o campeão mais jovem da história da categoria.

"O que conquistamos juntos é memorável, foi uma coisa fenomenal , sempre será parte da nossa história e nós somos extremamente orgulhosos em tê-lo como parte da nossa equipe," destacou. 

Questionado se sabia sobre a aposentadoria de Sebastian Vettel, Horner alegou não estar a par de nenhuma decisão até o tetracampeão tornar público no último dia 28 de julho por meio das redes sociais. 

"Eu acho que ninguém sabia. Eu o vi quando ele estava deixando o paddock em Paul Ricard e aquele dia foi, obviamente, um dia bem frustrante para ele.

"Mas acho que é decisão certa para ele, não é bom vê-lo correndo no pelotão do meio, eu não acho que ele está satisfeito com isso. É a hora certa de fechar a cortina do que tem sido uma carreira incrível."

VÍDEO EXCLUSIVO: DRUGOVICH admite que é “MUITO DIFÍCIL” entrar na F1 como piloto oficial e revela PARCERIA

Podcast #189 - Quem tem mais a perder com confusão contratual? Alpine, Piastri, McLaren ou F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Por que anúncio oficial entre Red Bull e Porsche foi adiado novamente?
Artigo anterior

F1: Por que anúncio oficial entre Red Bull e Porsche foi adiado novamente?

Próximo artigo

F1: Ricciardo vai usar férias de verão para aumentar “apetite”

F1: Ricciardo vai usar férias de verão para aumentar “apetite”