F1: Por que anúncio oficial entre Red Bull e Porsche foi adiado novamente?

Definição sobre regras de unidades de potência a partir de 2026 tem sido fator para que fabricante e equipe não divulguem parceria de maneira oficial

Carregar reprodutor de áudio

Os planos da Red Bull e da Porsche de se unirem a partir de 2026 atualmente são o segredo mais mal guardado da Fórmula 1, mas os planos de anúncio continuam sendo adiados.

As duas partes devem ter em uma parceria sob a próxima geração de regras de unidade de potência, depois que o conselho consultivo do Grupo Volkswagen deu o aceno para a Porsche e sua marca irmã, a Audi, explorarem a entrada na F1 no início deste ano.

Leia também:

O acordo fará com que a Porsche assuma uma participação de 50% na operação de F1 da Red Bull, conforme confirmado em documentos legais que surgiram no Marrocos no final do mês passado.

Os documentos também afirmavam que o acordo poderia ser anunciado já hoje, 4 de agosto, mas a luz verde ainda não foi dada.

O chefe da Red Bull F1, Christian Horner, disse na Hungria que ainda há um “processo demorado” antes de qualquer possível acordo ser anunciado, observando as “advertências” em torno do status da Porsche como um novo fabricante de motores e quais concessões ela pode obter.

O Grupo VW tem relutado em dar a aprovação final até que as regras de o motor para 2026 sejam finalizadas, o que significa que enquanto os regulamentos permanecerem inacabados, o anúncio da Red Bull e da Porsche deve esperar. A Red Bull esperava divulgar a notícia em sua corrida em casa, na Áustria, há quase um mês.

Alguns dos detalhes incluem quantas horas serão permitidas em testes de motores para uma nova fabricante, como a Porsche, bem como o material usado para os pistões do motor. Embora os fabricantes existentes queiram usar aço devido à sua experiência anterior, entende-se que a Porsche está interessada em mudar para o alumínio.

A discussão sobre essas questões fez com que a votação eletrônica planejada pelo Conselho Mundial de Automobilismo fosse adiada. Inicialmente, a votação deveria ocorrer em 2 de agosto, mas agora foi adiada para 8 de agosto. Os resultados podem demorar mais para sair devido às férias de verão.

Porsche F1 car render

Porsche F1 car render

Photo by: Camille Debastiani

Falando à publicação irmã do Motorsport.com Motorsport-Total.com na Hungria, o consultor da Red Bull, Helmut Marko, disse que o assunto era “muito simples”.

“A decisão do conselho da VW é que, se os regulamentos técnicos atenderem aos critérios, eles terão o mandato de entrar na Fórmula 1”, disse Marko.

“Isso se relaciona principalmente ao limite de custo, sustentabilidade, combustível com emissão zero, oportunidades iguais como recém-chegado, mais capacidade de dinamômetro e assim por diante.

“Mas em termos puramente formais, essas novas regulamentações ainda não existem. O presidente da FIA supostamente vai colocá-la em votação em breve em uma votação por e-mail. Só então as coisas começarão oficialmente.”

Ferrari e Mercedes negaram anteriormente que estavam fazendo ‘corpo mole’ na aprovação das novas regras, para frustrar os planos da Porsche e da Audi.

Mas Marko disse que os “players estabelecidos” na F1 estavam “tentando tirar o melhor proveito disso para si mesmos”, aproveitando o tempo para os recém-chegados se prepararem.

A Red Bull anunciou no início desta semana que a Honda continuaria a fornecer suporte técnico para suas unidades de potência até o final de 2025.

A Red Bull formou sua própria operação conhecida como Red Bull Powertrains em Milton Keynes, que deveria substituir a Honda no final deste ano, após a decisão da fabricante japonesa de encerrar seu envolvimento na F1 após 2021.

A extensão deste acordo significa que há menos dúvidas sobre o status da Red Bull Powertrains como um novo participante a partir de 2026, quando está pronto para trabalhar com a Porsche.

“Eles estão apenas trabalhando para os regulamentos de 2026”, disse Marko sobre o foco atual da Red Bull Powertrains. “Se um novo fabricante aparecer, eles podem cooperar.”

Marko também confirmou que a Red Bull e a equipe irmã AlphaTauri continuarão a usar os mesmos motores a partir de 2026, abrindo caminho para que a Porsche também forneça motores para a equipe italiana caso os regulamentos sejam finalizados. A propriedade da AlphaTauri deve permanecer 100% nas mãos da Red Bull.

VÍDEO EXCLUSIVO: DRUGOVICH admite que é “MUITO DIFÍCIL” entrar na F1 como piloto oficial e revela PARCERIA

Podcast #189 - Quem tem mais a perder com confusão contratual? Alpine, Piastri, McLaren ou F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

compartilhar
comentários
F1: Idade de Alonso era fator determinante para Alpine não se comprometer a longo prazo com espanhol
Artigo anterior

F1: Idade de Alonso era fator determinante para Alpine não se comprometer a longo prazo com espanhol

Próximo artigo

F1: Red Bull teve "conversas exploratórias" com Vettel antes de contratar Pérez

F1: Red Bull teve "conversas exploratórias" com Vettel antes de contratar Pérez