Fórmula 1 GP de São Paulo

F1: Renovado com Aston Martin, Drugovich crê que equipe não barraria mudança para ser titular em outro time

Piloto brasileiro também revelou que ainda busca oportunidades para correr em outra categoria em paralelo ao programa da equipe britânica da F1

Felipe Drugovich, Reserve Driver, Aston Martin F1 Team

A quinta-feira da Fórmula 1 em Interlagos começou com o anúncio da Aston Martin de que Felipe Drugovich permanecerá como piloto reserva do time britânico para a temporada de 2024. Além disso, o paranaense fará o primeiro treino livre do GP de Abu Dhabi deste ano, no assento de Fernando Alonso.

Leia também:

Conversando com a mídia brasileira em Interlagos, Drugovich falou sobre as diferenças para o próximo ano, na segunda temporada como reserva.

“O que vai mudar é o entrosamento que eu tenho com a equipe, vou conseguir fazer muitas coisas que talvez estivessem ‘congeladas’, e eu tenho um pouco mais de liberdade de opinar sobre o carro, isso é algo que me dá mais confiança do que qualquer outra coisa.”

Sabe-se que Drugovich ainda é um nome considerado na Williams, em tese, único assento disponível para a temporada de 2024 da F1. Renovado com a Aston, será que o brasileiro seria barrado de seu sonho de ser titular na categoria?

“No ano que vem, parece que aqui na equipe não haverá vaga”, disse Drugo. “O plano é permanecer como reserva, logicamente estávamos conversando com outras equipes e creio que a Aston Martin não me ‘seguraria’ (fazendo o gesto de aspas), caso tivesse alguma outra vaga. Acho que nenhuma equipe da F1 faria isso para um piloto que está na fila de espera, e isso é muito bom.”

“O plano agora não é ficar procurando por outras equipes, é focar aqui porque eu tenho um futuro aqui nos próximos anos.”

Mas é certo também que Drugovich busca uma oportunidade para competir em 2024 e vagas em outras categorias de renome ainda está no radar do brasileiro.

“Estamos ainda procurando uma outra categoria para correr em paralelo com o programa daqui, mas ainda é um pouco cedo. Por a gente ter esperado tanto para saber o que ia acontecer na F1, acabei dizendo não para muitas oportunidades fora da F1, mas ainda temos algumas e acho que vamos conseguir.”

Frustrado?

Muitos fãs brasileiros esperavam que, de alguma forma, Drugovich poderia ser anunciado como piloto titular. O piloto falou sobre o sentimento de frustração que pode haver em sua base.

“Acho que quem fica mais frustrado com isso sou eu. E acho que é o que tem que ser, eu tenho que ficar frustrado com isso de uma maneira boa. Vou continuar buscando, fazendo de tudo o que eu posso e é a única coisa que eu posso fazer.”

“O torcedor está dentro de mim. Eu tenho que ter calma, tentar fazer o que eu posso, preparado, para que se um dia tiver uma vaga aqui ou em uma outra equipe, verem que eu estou preparado e que posso fazer um trabalho bem feito.”

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #254 – O que esperar do GP de São Paulo, em Interlagos?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Alonso faz 'ameaça' após rumores de ida para a Red Bull e 'despista' sobre Massa-2008
Próximo artigo Chefe da Pirelli diz que é “muito cedo para decidir” sobre saída da F1 em 2027

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil