F1: Ricciardo defende que Verstappen "poliu" estilo de pilotagem agressiva

Australiano foi companheiro de equipe do líder do Mundial entre 2016 e 2018 na Red Bull

F1: Ricciardo defende que Verstappen "poliu" estilo de pilotagem agressiva
Carregar reprodutor de áudio

Daniel Ricciardo afirma que seu ex-companheiro de Red Bull na Fórmula 1, Max Verstappen, "poliu" sua agressividade na pista, mas reconhece que sua abordagem na luta contra rivais segue inalterada.

O holandês está lutando pelo título pela primeira vez nesta temporada, vencendo nove corridas até aqui e liderando com oito pontos de vantagem para Lewis Hamilton com apenas duas provas restantes.

Leia também:

A disputa entre os dois candidatos ao título tem sido extremamente intensa, com vários embates roda a roda e batidas, incluindo os acidentes nos GPs da Grã-Bretanha e da Itália.

A agressividade de Verstappen voltou a ser colocada sob os holofotes novamente em Interlagos, quando ele e Hamilton foram parar fora da pista em meio a uma disputa pela liderança. Ricciardo, que foi companheiro do holandês entre 2016 e 2018, acredita que a maturidade ajudou Verstappen a evitar mais incidentes com os rivais, mas acredita que o lado agressivo ainda esteja ali.

"Acho que em geral, sendo seu companheiro de equipe, não sei se tenho mais conhecimento do que os outros que veem de fora, porque acho que, companheiros ou não, conhecemos Max, seu calibre de pilotagem, como ele corre", disse.

"Acho que ele sempre teve uma abordagem agressiva, mas ele certamente amadureceu ao longo do tempo e certamente se envolve em menos incidentes ou acidentes do que nos seus primeiros anos de F1. Então acredito que ele definitivamente tenha polido essa agressão, mas ela ainda está ali".

Daniel Ricciardo, McLaren MCL35M, Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B

Daniel Ricciardo, McLaren MCL35M, Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

"Não sei se a manobra foi certa ou errada, sabe, ele está lutando por uma vitória e o campeonato naquele ponto, então obviamente você vai tentar lutar o máximo possível, fazendo o que der para se manter na liderança e essa acabou tirando ambos da pista, então talvez tenha excedido o limite".

"Mas não acho que isso tenha mudado com o tempo. Como disse, desde o primeiro ano acho que ele amadureceu, mas acho que nesses últimos anos a abordagem dele não tenha mudado e, de certo modo, é o que eu sempre respeitei nele, saber que com Max você terá uma disputa dura".

Falando sobre o incidente de Interlagos, Ricciardo disse: "Foi muito duro? Quem sabe, vou ficar de fora dessa. Ambos saíram da pista, então é possível dizer que foi duro demais porque ninguém fez a curva, dá para dizer isso, mas é a sua abordagem que não mudou".

RETA FINAL: Verstappen vai trocar motor na Arábia? Tributo a Sir Frank Williams

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #148: O jogo virou a favor da Mercedes? Quem é o favorito ao título?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Presidente deixa Sauber por saída de Giovinazzi e detona chefe da equipe
Artigo anterior

F1: Presidente deixa Sauber por saída de Giovinazzi e detona chefe da equipe

Próximo artigo

F1: "Vi Frank Williams chorar várias vezes ao falar de Senna, era uma ferida aberta", diz Pastor Maldonado

F1: "Vi Frank Williams chorar várias vezes ao falar de Senna, era uma ferida aberta", diz Pastor Maldonado
Carregar comentários