F1: Ricciardo põe GP de São Paulo "em xeque" e propõe rodada dupla na Austrália

Piloto da McLaren afirmou que, caso o GP fosse realizado nesta semana, muitas equipes não compareceriam

F1: Ricciardo põe GP de São Paulo "em xeque" e propõe rodada dupla na Austrália

Apesar de uma busca pela maior temporada de sua história, o calendário de 2021 da Fórmula 1 segue sendo uma incógnita por conta da Covid-19 . E uma das provas que deixa uma interrogação no momento é o GP de São Paulo, por causa do momento descontrolado da pandemia no país. Para Daniel Ricciardo, a etapa em Interlagos é dúvida, sugerindo uma rodada dupla na Austrália caso necessário.

No momento, o Brasil segue sendo um dos países mais atingidos pela Covid-19, com 14,3 milhões de casos e 391 mil mortes. E São Paulo é a cidade mais afetada, com mais de 90 mil mortes até o momento.

Leia também:

Em entrevista à EMTV, Ricciardo falou sobre a situação do Brasil.

"Estou ciente de que o Brasil não está em um bom momento com a Covid. Acho que se tivéssemos que ir lá neste final de semana, tenho certeza de que ficaria indefinido. Não acho que todos estariam dispostos".

"No momento, acho que todos estão esperando que a poeira abaixe mas, se continuar assim, a corrida obviamente estará em xeque".

No momento, o GP de São Paulo, novo nome da etapa em Interlagos após o acordo da F1 com a Prefeitura da capital paulista, está marcado para 07 de novembro, uma semana antes da data original para acomodar a mudança da Austrália para o final do ano.

E para Ricciardo, caso São Paulo seja removido do calendário, a Austrália, que estreará um traçado novo em 2021, poderia virar uma rodada dupla.

"Eu sei que a F1 quer fazer 23 GPs neste ano. Acho que será um pouco como no ano passado, tenho certeza que alguns circuitos podem preencher as vagas caso alguns caiam. Talvez possamos ter uma rodada dupla na Austrália".

E o piloto da McLaren sugere ainda uma mudança no traçado para a segunda corrida: "Sentido oposto. Vamos fazer um no sentido horário e outro no anti-horário".

Apesar das dúvidas sobre o Brasil, outro GP está na mira da F1 de forma mais imediata, o Canadá, que deve ser cancelado devido às normas em vigor no país, que obrigariam o evento a ser realizado sem público e com o paddock fazendo uma quarentena de 14 dias.

Ex-companheiro de SENNA POLEMIZA sobre o que Ayrton acharia da F1 atual em ÍMOLA e cita RATZENBERGER

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Por que temporada de 2021 promete ser a mais equilibrada dos últimos anos?

 

compartilhar
comentários
F1: McLaren quer retorno de pré-temporada estendida em 2022

Artigo anterior

F1: McLaren quer retorno de pré-temporada estendida em 2022

Próximo artigo

F1: Red Bull vê Mercedes tentando criar pressão com "favoritismo"

F1: Red Bull vê Mercedes tentando criar pressão com "favoritismo"
Carregar comentários