Fórmula 1 GP da Bélgica

F1: Sainz lidera único treino livre na Bélgica sob muita chuva e neblina

Espanhol aproveitou um momento de trégua para fazer o tempo mais rápido da sessão

Carlos Sainz, Ferrari SF-23

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Pouco se viu no único treino livre para o GP da Bélgica de Fórmula 1. Por conta da chuva e da neblina os pilotos não tiveram condições de ir à pista de Spa-Francorchamps para ajustar o carro da melhor forma possível para a classificação. 

Leia também:

Quando houve uma pequena janela de melhora nas condições climáticas, Carlos Sainz fez o melhor tempo com 2m03s207 usando pneus intermediários. Oscar Piastri, Lando Norris, Charles Leclerc Sergio Pérez foram os cinco primeiros. 

 

O treino

Por conta das condições climáticas, poucos pilotos foram à pista no início da sessão. Como previsto, Spa teve sua única sessão livre com bastante chuva e neblina. 

Nos 20 minutos iniciais, o ponto alto do treino foi o chefe da Red Bull, Christian Horner tentando tampar o símbolo da Ferrari no boné de uma torcedora que estava visitando os boxes da equipe de Milton Keynes.

Alguns pilotos como Daniel Ricciardo, Zhou e Alonso arriscaram sair com pneus de chuva, mas retornaram aos boxes pouco depois. O Espanhol chegou a passar direto em uma das curvas e australiano encontrou muita dificuldade em manter o carro na pista.

 

Quando a sessão começou a ficar levemente movimentada, Pierre Gasly, com pneus intermediários, causou uma bandeira amarela por ter passado direto ao entrar na curva. O francês conseguiu retornar aos boxes sem grande problema.

Quando o cronômetro marcava 36 minutos restantes, alguns tempos começaram a ser marcados de fato com Charles Leclerc liderando fazendo o tempo de 2m08s148. 

 

Pouco depois, Logan Sargeant causou uma bandeira vermelha restando menos de 30 minutos para o fim da sessão. No replay, foi possível ver que o norte-americano aquaplanou, passou direto e acertou o muro de proteção.

O treino foi retomado, mas a chuva tinha piorado e a grande maioria dos pilotos deixaram o cockpit. Menos a Red Bull. Pérez e Verstappen foram sozinhos para a pista. A presença dos dois não durou muito tempo, uma volta foi suficiente para ele entender as condições do asfalto e retornar à garagem.

Norris ironiza Hamilton e Pérez: passou do ponto?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se Red Bull de 2023 pode ser comparada à McLaren de 1988

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Verstappen é punido com 5 posições no grid do GP da Bélgica por troca do câmbio
Próximo artigo F1: "Desempenho do primeiro semestre foi fora da curva", afirma Alonso

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil