Fórmula 1 GP da Hungria

F1: Verstappen diz que problema no motor foi "doloroso", mas diz que "tudo pode acontecer" no domingo

Holandês ainda brincou, esperando que Russell e a Merecedes lhe deem uma ajuda amanhã com a Ferrari

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Max Verstappen ainda consegue ver com certo otimismo suas possibilidades para o GP da Hungria de Fórmula 1 deste domingo, mas admite que o problema no motor, que lhe força a sair de 10º amanhã, foi algo "doloroso".

O holandês vinha apresentando um ritmo decente na classificação, mas no Q3 teve um erro na primeira saída, enquanto na segunda uma falha no motor o impediu de entregar uma volta rápida, deixando-o na décima posição, logo à frente do companheiro de Red Bull, Sergio Pérez, eliminado no Q2, enquanto Charles Leclerc sai em terceiro.

Leia também:

"Eu não tinha potência na saída final. Quando eu saí do pitlane, tentamos resolver, mas não teve como. O motor estava funcionando, mas sem rendimento. Isso foi doloroso".

"[Na primeira saída] Eu travei na curva 2, sem ter aderência dianteira. Talvez a volta de saída tenha sido lenta demais. Normalmente a segunda saída é boa, você tem outra chance, mas infelizmente não pudemos fazer a volta".

Questionado se a situação do quali valeria tomar uma punição por troca de motor, Verstappen discordou: "Não, acho que ainda podemos ter um bom resultado. É difícil de passar aqui, mas tudo pode acontecer. Largando em décimo, não acho que vale a pena", brincando ainda que George Russell e a Mercedes precisam fazer um favor a ele amanhã.

Após falar ontem que a Red Bull não teria como disputar contra a Ferrari na Hungria em condições de pista seca, o holandês se disse "positivamente surpreso" pelo ritmo exibido pelo carro hoje.

"Acho que o pessoal aqui e na fábrica trabalhou duro a noite, porque não estávamos felizes. Tivemos mudanças positivas, o carro estava bem melhor para mim. Parecíamos bem competitivos, mesmo no Q2, com pneus usados, sempre estivemos rápidos".

"Eu mal podia esperar pelo Q3, mas aí a primeira saída não aconteceu como esperado. Eu sabia que o ritmo do carro estava ali, mas infelizmente não pudemos mostrar".

"[Amanhã] Deve ser difícil para mim, mas tudo é possível. Acho que em vários domingos já mostramos isso neste ano, mas aqui é difícil de ultrapassar. Temos que manter a paciência".

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #187 – Marko está certo ao colocar Verstappen como “a maior história de sucesso da Red Bull”?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Sainz acredita em vitória no GP da Hungria; gerenciamento de pneus será importante
Próximo artigo F1: Ferrari não precisa de ordens de equipe no GP da Hungria após problemas de Verstappen

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil