F1: Wolff admite que Bottas está dando “passos para trás” na carreira

Chefe da Mercedes falta de desempenho de finlandês e viu acidente com Russell como incidente de corrida

F1: Wolff admite que Bottas está dando “passos para trás” na carreira

Valtteri Bottas não viveu um de seus melhores fins de semana na Fórmula 1 pela Mercedes. Apesar de liderar os dois primeiros treinos livres na sexta-feira, o finlandês teve que largar apenas na oitava posição na corrida, considerado muito abaixo para o padrão da equipe.

Durante a prova, além de não conseguir grandes avanços, ele acabou também se envolvendo no acidente mais forte do domingo, ao se chocar com a Williams de George Russell, que havia perdido o controle na reta. Nesta segunda-feira, o inglês pediu desculpas ao companheiro de Lewis Hamilton.

Leia também:

Mesmo assim, o baixo rendimento de Bottas no fim de semana não agradou o chefe da equipe, Toto Wolff.

“Não tenho certeza de quem foi o culpado pelo incidente, mas a corrida não foi boa para Bottas. Ele está dando passos para trás. Ele não estava rápido naquele momento, embora George também estivesse um pouco agressivo na pista molhada.”

O mandachuva da Mercedes também deu o seu ponto de vista sobre o acidente.

“A reação de Russell foi exagerada, mas para mim, foi um incidente de corrida, porque se você olhar para os pontos de vista deles, os dois estão errados. Eu não sei mais o que dizer”, disse Wolff à Sky Sports da Itália.  

F1 2021: CAOS em Ímola! Bottas x Russell, 'trapalhada' de Hamilton, brilho de Verstappen

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Empatia zero. Quais são os pilotos mais 'malas' da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Corridas classificatórias devem flexibilizar teto orçamentário em até R$3,3 milhões

Artigo anterior

F1: Corridas classificatórias devem flexibilizar teto orçamentário em até R$3,3 milhões

Próximo artigo

RETA FINAL: As polêmicas do GP em Ímola, Verstappen vs Hamilton, 'brigas' e punições

RETA FINAL: As polêmicas do GP em Ímola, Verstappen vs Hamilton, 'brigas' e punições
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1