F1: Wolff diz que punição para Red Bull é "muito pequena", mas elogia FIA

Chefe da Mercedes crê que não deveria haver separação de penalidades, entre pequenas e grandes

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Chefe da Mercedes na Fórmula 1, Toto Wolff acredita que a penalidade que a Red Bull recebeu por violar o limite de custos é "muito pequena".

Foi anunciado hoje que a Red Bull assinou um acordo por violar o teto de gastos em 2021. Como resultado, a equipe terá que suspender 10% de seus testes aerodinâmicos por 12 meses e foi multada em US$ 7 milhões.

Leia também:

“Acho que qualquer penalidade, para nós, é muito pouco”, disse Wolff ao Motorsport.com. "Para eles, será demais."

Em relação às penalidades da Red Bull, Wolff acrescentou: “Acho que qualquer redução no tempo do túnel de vento será prejudicial.

"Acho que em termos absolutos, US$ 7 milhões é muito dinheiro. Mas talvez no esquema maior das coisas para a Red Bull, considerando o investimento que eles fazem no lado da unidade de potência e na equipe, não é."

Wolff concordou que o resultado de hoje servirá como um impedimento adequado para outras equipes e ajudará a garantir que o limite de custos seja respeitado no futuro.

"Acho que a soma das penalidades é um impedimento, a penalidade esportiva e, em menor grau, a multa financeira.

"Mas o dano à reputação que está acontecendo é provavelmente o maior, e nenhuma equipe vai querer chegar perto disso, porque obviamente estamos vivendo em um mundo transparente e compatível.

"Nossos acionistas ou nossos parceiros exigem conformidade e, a esse respeito, isso simplesmente não existe mais."

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

Questionado sobre a explicação de Christian Horner sobre porque a Red Bull estava acima do limite, Wolff disse: "Nove equipes cumpriram os regulamentos e ficaram abaixo do limite. Este é um esporte de ganhos marginais, e todo o resto é apenas uma conversa atenuante”.

Wolff elogiou a FIA por supervisionar o processo de limite de custos e garantir que a Red Bull recebesse uma penalidade dura, sugerindo que o resultado mostrava que "nada foi varrido para debaixo do tapete".

"O que considero positivo é a forte governança", acrescentou. "Nada foi varrido para debaixo do tapete. A FIA manteve o processo. E acho que, embora a administração esteja em vigor há apenas 10 meses, é muito encorajador ver as coisas executadas.

"Esse é o aspecto realmente positivo do processo. Mohammed [Ben Sulayem], com um grupo forte de indivíduos, Federico [Lodi, chefe de regulamentos financeiros], Shaila Ann [secretário-geral interino do esporte] e Nikolas Tombazis, garantiram que a avaliação e o policiamento do teto de custos fossem robustos, e isso é o que considero positivo de todo o processo.

"O que precisamos resolver são as pequenas e grandes violações. Acho que uma violação é uma violação. E é assim que deve ser tratada."

VÍDEO: Dê uma volta virtual no circuito do Autódromo Hermanos Rodríguez, no México

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate: quem poderá parar a Red Bull e Verstappen na Fórmula 1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Sainz lidera dobradinha da Ferrari no primeiro treino livre para o GP do México
Próximo artigo F1: Russell vê Hamilton "melhor do que nunca" e celebra parceria com heptacampeão

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil