Feliz, Ericsson admite surpresa com renovação “tão cedo”

Sueco afirma que, com vaga para 2016 garantida, pode focar somente na performance e buscar evoluções para o carro da Sauber

Feliz, Ericsson admite surpresa com renovação “tão cedo”
Marcus Ericsson, Sauber C34
Marcus Ericsson, Sauber C34
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team
Marcus Ericsson, Sauber C34
Marcus Ericsson, Sauber C34
Carregar reprodutor de áudio

A Sauber anunciou nesta quinta-feira (23) que Felipe Nasr e Marcus Ericsson permanecerão na equipe na próxima temporada, sendo o primeiro time do grid a oficializar seus pilotos para 2016.

Ericsson, que saiu da extinta Caterham para se juntar à esquadra suíça, disse que definir o futuro tão cedo, além de ser algo que o surpreendeu, dá tranquilidade para trabalhar focado apenas na busca por mais performance até o final da temporada.

“Ter renovado agora foi algo perfeito. Com isso, podemos focar apenas no desempenho para o resto da temporada, sem precisar pensar muito sobre 2016, porque você já sabe onde vai correr. Estou muito feliz, é uma grande notícia, fiquei realmente surpreso por ter acontecido tão cedo", revelou.

Segundo o sueco, a Sauber está satisfeita tanto com ele como com Felipe Nasr e não perdeu tempo para dizer que queria contar com os serviços de ambos para o próximo ano. "A equipe deixou claro que está feliz comigo e com Felipe (Nasr) e queria contar conosco para a próxima temporada. De minha parte, como disse, estou muito feliz", disse.

Atualizações para as próximas corridas

A Sauber começou a temporada exibindo boa forma, mas acabou perdendo terreno para os rivais do meio do pelotão nas últimas corridas. A equipe, então, prepara algumas evoluções para as próximas provas do campeonato. A partir do GP da Bélgica, o time de Hinwill receberá da Ferrari uma unidade de potencia atualizada; para o GP de Cingapura, está prevista a introdução de um novo pacote aerodinâmico.

Ericsson, portanto, espera que as novidades surtam o efeito esperado e que a Sauber volte a apresentar o desempenho visto nas primeiras corridas de 2015, quando aparecia frequentemente na disputa por pontos.

"Esse é o objetivo, porque é evidente que nós perdemos terreno e estamos enfrentando dificuldades para acompanhar o ritmo do pelotão intermediário. Felizmente, teremos novidades para as próximas etapas. Em, Spa deveremos avançar um pouco com a nova versão do motor e em Cingapura teremos atualizações aerodinâmicas. Espero, com isso, que na segunda metade do ano voltemos ao nível que apresentamos no início da temporada, quando lutamos pelo Q3 e aparecemos na briga por pontos regularmente”, comentou.

Ainda que a expectativa seja de avanços significativos, Ericsson disse que é difícil prever exatamente o quanto a equipe vai subir de produção, mas que voltar às posições do início da temporada nas últimas corridas do ano é o objetivo.

"É difícil prever o quanto melhoraremos (com as atualizações), mas devemos avançar significativamente nos tempos de volta. Queremos atingir a nossa meta (voltar ao nível do início do ano) nas últimas corridas”, encerrou.

compartilhar
comentários
Apesar de negar acerto, Massa crê em permanência na Williams
Artigo anterior

Apesar de negar acerto, Massa crê em permanência na Williams

Próximo artigo

Bottas acredita que a Williams pode ser forte na Hungria

Bottas acredita que a Williams pode ser forte na Hungria
Carregar comentários