Fórmula 1 GP de Las Vegas

F1: Ferrari terá "discussão privada" sobre indenização por danos causados a Sainz em Vegas

Piloto teve carro danificado no TL1 e sofreu uma punição de 10 lugares no grid por trocar quase todos os componentes do SF-23

O carro de Carlos Sainz, Ferrari SF-23, é devolvido aos boxes em um caminhão após danos causados por uma tampa de bueiro solta

O chefe da Ferrari, Fred Vasseur, revelou que conversará com as partes interessadas do GP de Las 
Vegas de Fórmula 1 a respeito de uma indenização pelos danos causados ao carro de Carlos Sainz durante o TL1.

Sainz passou por cima de uma tampa metálica de um bueiro que havia se soltado e destruiu o chassi, a unidade de potência e o armazenamento de energia de seu SF-23.

Leia também:

Um precedente para a indenização foi estabelecido após um incidente no GP da Malásia de 2017, quando a Haas de Romain Grosjean foi seriamente danificada depois que o francês bateu em uma tampa de dreno solta. A equipe de propriedade dos EUA posteriormente negociou um acordo financeiro com os organizadores de Sepang.

Perguntado se a Ferrari buscaria uma indenização pelo incidente de Las Vegas, Vasseur disse: "Essa será uma discussão particular que terei com as partes interessadas". Na verdade, isso significa a Liberty Media e a F1, já que a corrida é promovida internamente e não por uma entidade local. Vasseur enfatizou que o acidente também teve um impacto sobre o limite orçamentário da Ferrari.

Outros custos extras serão incorridos pela necessidade de transportar um chassi sobressalente extra da Itália para Abu Dhabi no próximo fim de semana - a equipe de Maranello começou a prepará-lo logo após o acidente.

"Não há nenhuma provisão no orçamento ou no limite de custos para excluir os acidentes", disse Vasseur. "Com certeza você tem muitos custos extras. O tear foi danificado, a caixa de câmbio foi danificada, a bateria foi danificada, o motor morreu."

"Temos muitas consequências no lado financeiro, no lado esportivo e até mesmo no estoque de peças de reposição, e no lado do orçamento, com certeza não é fácil."

Vasseur indicou que também levantaria a questão dos danos causados por incidentes semelhantes fora do controle da equipe e que seriam colocados fora do limite: "Haverá discussão. A decisão é outra coisa".

Carlos Sainz, Ferrari SF-23

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Carlos Sainz, Ferrari SF-23

Vasseur também afirmou que os fiscais que estavam no local do incidente mostraram uma bandeira amarela ao verem o objeto perdido na pista, mas a sessão só foi sinalizada com bandeira vermelha um minuto depois, após Sainz ter passado por cima do objeto e batido.

"Teríamos que discutir as circunstâncias do incidente também", disse ele. "Porque não se trata apenas do fato de a cobertura ter saído, mas também do fato de termos tido um minuto entre a bandeira amarela e a vermelha."

"Isso significa que, quando eles colocaram a bandeira amarela, viram algo na pista. E eles demoraram um minuto antes de colocar a bandeira vermelha. Acho que isso é demais."

Pressionado sobre o assunto, ele disse: "A principal questão para mim nesse caso é que, quando você coloca a primeira bandeira amarela, isso significa que você viu algo, você não coloca a bandeira amarela por antecipação."

"Significa que o cara que deu a bandeira amarela e deu a bandeira amarela também no meu painel, que vem do controle de corrida, significa que eles viram algo, e então demoraram um minuto antes de dar a bandeira vermelha, quando é uma reta, e você tem uma parte metálica, e está a 340 km/h."

Vasseur confirmou que as equipes não receberam nenhuma mensagem informando que havia detritos na pista: "Não, eles não falaram nada. Não sabíamos o motivo da bandeira amarela."

Vegas CALOU CRÍTICOS ou foi VERSTAPPEN que animou o GP? Hamilton mandou INDIRETA para Max? | Porsche

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

 

Podcast #256 – Quais as chances do GP de Las Vegas se tornar um fiasco?


ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Após fúria durante corrida de Las Vegas, Verstappen analisa punição ao empurrar Leclerc para fora da pista
Próximo artigo ANÁLISE F1: Por que Pérez foi ultrapassado por Leclerc na última volta em Vegas

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil