Globo oficializa saída da Fórmula 1 de sua grade em 2021; entenda

Emissora carioca se pronunciou oficialmente sobre o assunto pela primeira vez

Globo oficializa saída da Fórmula 1 de sua grade em 2021; entenda

Nesta quinta-feira (28) surgiu a notícia de que a Rede Globo não renovaria o contrato com a Liberty Media, detentora dos direitos comerciais da F1, sobre os direitos de transmissão da categoria a partir de 2021.

No entanto, a emissora não havia se pronunciado até a tarde desta sexta-feira, confirmando que não chegou a um acordo, mas que promete continuar com a cobertura, mesmo sem transmitir as corridas ao vivo.

Leia também:

Confira a nota oficial na íntegra:

"Como parte da revisão de seu portfólio de direitos, um dos maiores entre emissoras de TV do mundo, a Globo optou por não renovar os direitos de transmissão da Fórmula 1 a partir de 2021. Mesmo sem a transmissão das corridas, a Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas diversas plataformas."

A partir de agora, a F1 busca um novo parceiro nas transmissões da categoria no Brasil, um dos raros países em que as corridas são transmitidas em TV aberta. Quem está na frente para ter esses direitos é a mesma empresa que tenta construir um autódromo em Deodoro, no Rio de Janeiro, para receber a F1 e a MotoGP, a Rio Motorsports.

A empresa quer ter os direitos para repassá-los (vendê-los) a outras emissoras, seja de TV aberta ou fechada, como parte de um plano mais abrangente com patrocinadores.

Segundo o site Meio & Mensagem, as cotas de patrocínio que a Globo recebe dos anunciantes em 2020 é de quase R$ 500 milhões, mas para ter a maior abrangência possível, era necessário passar parte desta verba a emissoras afiliadas, inviabilizando o negócio comercialmente, mesmo aceitando pagar cerca de US$ 22 milhões à Liberty, pouco mais de R$ 100 milhões.

Engana-se quem acha que a Rede Globo foi a primeira emissora a transmitir toda uma temporada da F1. A TV Bandeirantes, em 1980, foi pioneira quando se fala em campeonato completo. Os direitos no ano seguinte foram para a emissora carioca, que os detém desde então.

A própria Band, além da Record, foram procuradas pela Liberty há alguns meses, mas, apesar de reconhecerem o valor da atração, não demonstraram grande afeto aos valores colocados à mesa. 

A VERDADE sobre o início da TRETA de NELSON PIQUET e a IMPRENSA

PODCAST: Na guerra de bastidores dos circuitos, qual é o calendário dos sonhos da F1?

 

compartilhar
comentários
Chefe da Red Bull diz que F1 não está vendo o "verdadeiro" Vettel em 2020

Artigo anterior

Chefe da Red Bull diz que F1 não está vendo o "verdadeiro" Vettel em 2020

Próximo artigo

F1: Leclerc diz que não espera “milagres” da Ferrari em Spa

F1: Leclerc diz que não espera “milagres” da Ferrari em Spa
Carregar comentários