Últimas notícias

Chefe da Red Bull diz que F1 não está vendo o "verdadeiro" Vettel em 2020

Christian Horner, que foi chefe de alemão, acredita que ambiente na Ferrari está atrapalhando o piloto

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing and Sebastian Vettel, Ferrari

Após o difícil início de temporada de Sebastian Vettel, o chefe da Red Bull na Fórmula 1, Christian Horner, defendeu seu ex-piloto. Horner disse que a F1 não está vendo o “verdadeiro Sebastian Vettel” no momento, sugerindo que ele está lutando em seu ambiente atual.

O alemão venceu quatro campeonatos mundiais com a Red Bull entre 2010 e 2013, antes de ingressar na Ferrari em 2015. Desde então, ele ganhou 14 corridas com a equipe italiana e foi vice-campeão nos campeonatos de 2017 e 2018.

Leia também:

No entanto, Vettel não renovou para 2021 e até agora nesta temporada tem lutado para igualar o companheiro de equipe, Charles Leclerc, marcando 16 pontos contra 45 do monegasco.

Horner foi questionado pelo Motorsport.com se Vettel estava lutando agora em parte porque os carros mudaram desde que ele se destacava na época dos difusores ‘soprados’. “Bem, na verdade não”, disse Horner.

“Quer dizer, Sebastian guiou com reabastecimento, sem reabastecimento, difusores soprados, sem difusores, dutos F, sem dutos F, DRS, sem DRS. Ele pilotou uma grande variedade de carros ao longo dos anos”.

“E, obviamente, o que ele conquistou no período durante aqueles anos com a Red Bull foi muito especial. Acho que ele é o terceiro piloto de maior sucesso na história do esporte”.

“E ele conquistou coisas incríveis, muitos recordes que permanecerão por algum tempo. Então, por algum motivo, as coisas não estão funcionando para ele no momento. Acho que qualquer piloto deve estar feliz em seu ambiente, e você pode ver que ele está carregando muito peso sobre os ombros”.

“E isso tem influência em qualquer esportista, em qualquer atleta. Então eu não acho que estamos vendo o verdadeiro Sebastian Vettel no momento. Ele obviamente está tendo dificuldades com o produto que tem no momento. Mas você não pode tirar nada do que ele conquistou obviamente em sua carreira até o momento”.

O próprio Vettel insiste que não desistiu de 2020 e quer terminar sua carreira na Ferrari em alta. “Bem, o ano não acabou”, disse ele em Spa na quinta-feira. “Acho que, como equipe, obviamente tentamos progredir e, individualmente, tentamos tirar o melhor proveito da situação".

"É o que é, não é fácil, mas como eu disse, estamos tentando tirar o máximo proveito disso. Confio nas pessoas que tenho ao meu redor, os caras na garagem”.

“Há muitas pessoas, eu já disse isso antes, que deram muito ao longo dos anos. É apenas um sinal de respeito devolver tudo o que tenho também, independentemente da quantidade de corridas que ainda tenho para a equipe”.

“Então eu acho que não vejo dessa forma, para ser honesto, eu não vejo os negativos ou as coisas ruins. Acho que, em primeiro lugar, não estou contando as corridas, estou indo corrida após corrida e estou tentando fazer o meu trabalho, fazer o melhor que posso no futuro. Estou sempre otimista e prefiro ver a oportunidade do que as lutas”.

“Independentemente do que aconteça no próximo ano e nos anos seguintes, estou tentando aproveitar o tempo que me resta com os caras com quem passei tanto tempo nos últimos anos”.

Vettel deu vexame na Ferrari? Alemão foi pior que Alonso na escuderia?

PODCAST: Será o fim de Sebastian Vettel na F1?

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Como prova em anel externo no Bahrein vai quebrar recorde de 46 anos
Próximo artigo Globo oficializa saída da Fórmula 1 de sua grade em 2021; entenda

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil