GP de Singapura renova com F1 e segue no calendário até 2028

Na verdade, acordo prevê a realização das duas provas canceladas pela pandemia (2020 e 2021) e mais cinco edições do GP entre 2024 e 2028

GP de Singapura renova com F1 e segue no calendário até 2028
Carregar reprodutor de áudio

A Fórmula 1 anunciou na manhã desta quinta-feira (27) que chegou a um acordo para manter o GP de Singapura no calendário por mais sete anos, estendendo o contrato até 2028.

Apesar de ter ficado ausente do calendário em 2020 e 2021 por conta da pandemia da Covid-19, a primeira corrida noturna da F1, está de volta neste ano com a prova marcada para 02 de outubro, como a segunda etapa de uma rodada tripla que começa na Rússia e termina no Japão.

Leia também:

A última extensão de contrato com Singapura foi um acordo de quatro anos anunciada em setembro de 2017, tendo como validade até 2021. Mas como as duas últimas corridas não aconteceram, o acordo atual representa, de fato, esses dois não-realizados mais cinco, resolvendo a situação dos eventos cancelados.

A F1 está buscando estender a relação com promotores que perderam corridas devido à Covid para ajudá-los a manter o momento positivo e garantir o futuro desses eventos a longo prazo. Já as organizações estão cientes do fato de que o interesse de potenciais novos locais para corridas está crescendo, o que gerará maior competição por vagas no calendário.

Em novembro, a F1 anunciou um acordo para manter o GP da China até 2025, mesmo com Xangai ficando de fora do calendário de 2022 pelo terceiro ano consecutivo.

Charles Leclerc, Ferrari SF90 leads Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10, Sebastian Vettel, Ferrari SF90, Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10 and Max Verstappen, Red Bull Racing RB15 at the start of the race

Charles Leclerc, Ferrari SF90 leads Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10, Sebastian Vettel, Ferrari SF90, Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10 and Max Verstappen, Red Bull Racing RB15 at the start of the race

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

"Estou muito feliz pelo fato da F1 seguir correndo em Singapura por mais sete anos. O Circuito de Rua de Marina Bay recebeu a primeira corrida noturna da história da F1 em 2008 e Singapura continua emocionando fãs, equipes e pilotos desde então", disse o CEO Stefano Domenicali.

"Singapura tem um lugar especial no calendário da F1, e essa extensão é parte de nosso compromisso de longo prazo de seguir crescendo o esporte na Ásia".

"Os planos que estão em ação para reduzir a pegada de carbono do evento são impressionantes, e estão alinhados com nossos planos de neutralizar nossas emissões de carbono até 2030, e mal posso esperar para dar sequência ao nosso relacionamento de sucesso com o GP de Singapura e a Junta de Turismo de Singapura, com o retorno da Fórmula 1 a essa cidade incrível".

O MISTÉRIO de HAMILTON: até que ponto SILÊNCIO de piloto é válido?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #159 – O que esperar da temporada 2022 da F1?

 
 

compartilhar
comentários
F1: Equipe de motor Mercedes teria ‘denunciado’ Ferrari por testes em Fiorano; entenda
Artigo anterior

F1: Equipe de motor Mercedes teria ‘denunciado’ Ferrari por testes em Fiorano; entenda

Próximo artigo

F1: Ex-diretor da Honda terá papel no programa de motores da Red Bull; entenda

F1: Ex-diretor da Honda terá papel no programa de motores da Red Bull; entenda
Carregar comentários