Fórmula 1
R
GP de Portugal
30 abr
Próximo evento em
15 dias
06 mai
Próximo evento em
21 dias
20 mai
Próximo evento em
35 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
49 dias
10 jun
Próximo evento em
56 dias
24 jun
Próximo evento em
70 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
77 dias
29 jul
Próximo evento em
105 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
133 dias
02 set
Próximo evento em
140 dias
09 set
Próximo evento em
147 dias
23 set
Próximo evento em
161 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
168 dias
07 out
Próximo evento em
175 dias
21 out
Próximo evento em
189 dias
28 out
Próximo evento em
196 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
241 dias

Grosjean revela ajuda de psicólogo para ir de "maluco" a destaque

Francês só marcou menos pontos que Vettel nas últimas cinco etapas: "Há quem demore mais para se adaptar à F-1"

Grosjean revela ajuda de psicólogo para ir de "maluco" a destaque

No “campeonato” das últimas cinco provas, ele é o vice-líder disparado: com quatro pódios em cinco etapas, o francês acumulou 75 pontos, menos apenas que os 125 de Sebastian Vettel, vencedor em todas elas. Mark Webber é quem chega mais perto do piloto da Lotus no período, com 51.

Muita gente até dentro da equipe credita o crescimento de Grosjean ao fato ter se tornado pai em julho deste ano, mas o piloto explica que o motivo é outro. “Eu trabalhei comigo mesmo para melhorar durante todo o ano, e o fato de ter me tornando pai não muda muito minha vida no paddock. Sinto mais saudades da família, peço fotos todos os dias, mas não muda meu trabalho no carro”, disse.

“Eu tenho ido a um psicólogo. Gosto muito disso e continuo o tratamento porque acho que isso está me tornando uma pessoa melhor em minha vida cotidiana e também reflete no paddock.”

A carreira do piloto de 27 anos na Fórmula 1 atravessa seu melhor momento – e de longe. Grosjean estreou na categoria em 2009, como substituto de Nelsinho Piquet em uma Renault em crise pelo escândalo do GP de Cingapura. Não marcou nenhum ponto e teve de retornar à GP2, em que foi campeão.

Voltou à Fórmula 1 apenas em 2012, na Lotus, e ficou conhecido como “maluco da primeira volta” após uma série de acidentes em largadas. Neste ano, teve problemas de adaptação ao carro e começou mal, mas cresceu muito na segunda metade, marcando 83 de seus 132 pontos nas últimas oito etapas.

“Acho que nunca perdi a autoconfiança, caso contrário eu teria me perdido há muito tempo. Era uma questão de tomar as decisões corretas no momento certo. Sinto que hoje tenho mais habilidade para fazer coisas diferentes e melhorei em todas as áreas”, avalia.

“Chegar na Fórmula 1 não é fácil, você tem de se acostumar e às vezes uns demoram mais que outros. Mas agora estou demonstrando grandes performances. Consegui manter minhas performances e ganhei consistência.”

compartilhar
comentários
"Faminto", Vettel vai atrás da nona seguida no Brasil

Artigo anterior

"Faminto", Vettel vai atrás da nona seguida no Brasil

Próximo artigo

Confira o melhor das imagens do GP dos Estados Unidos

Confira o melhor das imagens do GP dos Estados Unidos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean