Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Treino Livre 1 em
04 Horas
:
25 Minutos
:
42 Segundos
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
12 dias

Haas se surpreende com o próprio desempenho em 2018

compartilhar
comentários
Haas se surpreende com o próprio desempenho em 2018
Por:
27 de dez de 2018 16:14

Equipe norte-americana admitiu que se surpreendeu em poder lutar com a Renault por um lugar entre os quatro primeiros no campeonato de construtores

Tendo apenas entrado na F1 há três anos, a Haas mostrou o progresso que teve com uma série de fortes atuações de Romain Grosjean e Kevin Magnussen.

E apesar da Renault ter conseguido o quarto lugar entre os construtores, o chefe da equipe, Gunther Steiner, admitiu que ele também nunca esperou que as coisas corressem tão bem em 2018.

"Acho que surpreendemos muita gente", disse Steiner ao Motorsport.com. "Quero dizer, nós nos surpreendemos? Um pouco eu diria.”

"Estávamos apontando para o sexto lugar, lutamos pelo quarto lugar e terminamos em quinto. Então sim, é uma surpresa."

"Mas, novamente, como sempre, com todo mundo competitivo, se você chegar perto do quarto, você gostaria de ficar em quarto. Mas, pelo menos, vamos tentar novamente no ano que vem."

A Haas sabe que perdeu pontos valiosos este ano devido a acidentes, incluindo um abandono duplo no GP da Austrália que abriu a temporada devido a problemas nos pit stops.

Steiner acha que para atender ao máximo seu potencial, sua equipe precisa de mais experiência para entender melhor o desafio de lutar perto da frente.

"É bom ter um carro no topo", disse ele. "E eu não acho que a nossa equipe não é boa o suficiente. É apenas a experiência que você precisa ter, e normalmente leva tempo.”

"Estamos crescendo, você sabe, estamos pegando experiência, aprendendo. E esse é um jogo de aprendizado, porque senão não valeria a pena alguém estar aqui 20 ou 30 anos.”

"Não somos o maior time, mas acho que pelo que temos, a quantidade de pessoas, acho que temos um bom grupo de pessoas na minha opinião."

A Haas é o menor time do grid, o que é possível por comprar tudo o que for permitido da Ferrari.

E, embora seu tamanho a tenha prejudicado em várias áreas, Steiner insiste que seria um erro expandir-se rapidamente na busca por desempenho, especialmente com o limite orçamentário previsto para 2021.

"Acredito que seja melhor crescer lentamente", disse ele. "Apenas colocando dinheiro e pessoas, isso normalmente não funciona, você sabe. Isso não funciona.”

"Muitas pessoas tentaram isso e não funcionou. Nós também não queremos começar a fazer tudo sozinhos porque muitas pessoas inteligentes tentaram e não funcionou. Então, novamente, isso leva tempo.”

"A única coisa que você não pode comprar na vida é o tempo. Então acho que precisamos continuar crescendo. Precisamos crescer? Sim, absolutamente. Mas eu não quero ir no ritmo de 200 a 300 pessoas por ano, porque no momento temos 160.”

"E não sabemos como será o regulamento para 2021. Qual é o sentido de tentar fazer algo que você não fará de novo?"

Próximo artigo
GALERIA: As corridas com mais ultrapassagens na F1 em 2018

Artigo anterior

GALERIA: As corridas com mais ultrapassagens na F1 em 2018

Próximo artigo

GALERIA: 11 pilotos que só se deram bem fora da F1

GALERIA: 11 pilotos que só se deram bem fora da F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Haas F1 Team
Autor Jonathan Noble