Hamilton espera que legado de Vettel mostre que Fórmula 1 é "sobre algo muito maior"

Heptacampeão espera que próxima geração de pilotos use plataforma para se comunicar para além do esporte

Sebastian Vettel, Aston Martin, 2nd position, and Lewis Hamilton, Mercedes, 3rd position, congratulate each other on the podium

O quatro vezes campeão do mundo, Sebastian Vettel anunciou antes do GP da Hungria que iria se aposentar no fim da temporada 2022, encerrando um período de 15 anos no grid da Fórmula 1. Ao lado de Lewis Hamilton, Vettel tem sido uma voz de liderança para questões fora da F1 nos últimos anos, dando atenção especial à causa climática e às questões ambientais que o mundo enfrenta atualmente, bem como as questões relacionadas aos direitos LGBTQ+ e ativismo contra o racismo.

Hamilton esperava que os esforços de Vettel para falar, nos últimos anos, ajudassem a inspirar a próxima geração de pilotos a usar sua posição pública na F1 de maneira semelhante.

Leia também:

"Acho que, em geral, muitas vezes nos apoiamos nos ombros de grandes nomes do passado, seja neste esporte ou em outros", disse Hamilton. 

"Eu realmente espero que ele inspire a próxima geração. Seja essa ou a geração mais jovem que virá, a ser mais confiante em utilizar sua plataforma, percebendo que não é só apenas eles e seu carro.

"É sobre algo muito maior do que estar aqui. Realmente espero que vejamos mais pessoas como ele, mas não posso garantir isso porque eu acredito que ele é raro."

Vattel tem sido diretor da Associação dos Pilotos desde 2010, servindo com uma figura chave para discutir padrões de segurança da F1 e por falar em nome dos pilotos.

Sebastian Vettel, Aston Martin

Sebastian Vettel, Aston Martin

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Vários de seus colegas expressaram sua esperanças que Vettel vai continuar no cargo mesmo depois de encerrar sua carreira. Hamilton disse que estava incerto sobre o que Vettel planejou para sua vida depois da F1, mas estava confiante de que o alemão "será ótimo se ele aplicar a si mesmo da mesma maneira que tem aqui, com bravura e pura determinação." 

Com a aposentadoria de Vettel, os únicos pilotos no grid que estão competindo há dez anos serão Lewis Hamilton, Sergio Pérez, Daniel Ricciardo e Fernando Alonso. 

Apesar do grid ficar cada vez mais jovem, Hamilton não acredita que a F1 ficará pior quando a velha guarda e campeões experientes como ele e Alonso não estiverem mais correndo

"Esperamos que nosso trabalho leve a um lugar melhor", Hamilton disse.

"Este é o trabalho que estou tentando fazer, o que Seb está tentando fazer aqui, realmente acender a chama dessas conversas para deixar esse esporte um lugar melhor do que quando os encontramos.

"Definitivamente Seb teve um grande papel desempenhado e ainda acho que há muito trabalho a fazer. Não sei se o Seb vai fazer mais trabalho, se vai continuar no trabalho de fundo com o esporte ou não. Duvido que ele volte e faça comentários, mas nunca se pode dizer nunca

"Mas, sim, espero que esteja em um lugar melhor. Seria uma terrível perda de tempo se não estivesse."

PODCAST: É o fim da linha para Ricciardo na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Tudo que se sabe sobre união Red Bull-Porsche em 2026
Próximo artigo F1: Mick nega que sobrenome Schumacher coloque pressão em seus ombros

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil