Hamilton explica comemoração “diferente” no pódio de Baku

Incidente com Valtteri Bottas afetou ânimo de inglês durante pódio no GP do Azerbaijão

Hamilton explica comemoração “diferente” no pódio de Baku
Pit board for Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1
Kimi Raikkonen, Ferrari and Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 celebrate on the podium
Race winner Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 and Sergio Perez, Force India celebrate on the podium
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, 1st position, celebrates victory in Parc Ferme
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, congratulates Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, 1st position
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, 1st position, with the Mercedes Constructors trophy delegate on the podium
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer, and Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer

Lewis Hamilton assumiu a liderança do GP do Azerbaijão nas últimas voltas, depois que o pneu traseiro direito de Valtteri Bottas estourou. O incidente com o companheiro de equipe deixou o inglês compadecido pela dor do colega.

"Esta é uma corrida de loteria, mas foi uma corrida de sorte para mim", disse Hamilton. "Eu estava no pódio acreditando que Valtteri deveria estar lá, porque senti que ele que venceu. Então é diferente quando você sente isso, você sente que outra pessoa o superou naquele dia."

"Houve dias em que estive em um pódio em que perdi uma corrida e o 'sortudo' foi outro.”

"Esses outros pilotos comemoraram do mesmo jeito... eu só estou conectado de uma forma diferente. Eu poderia ter feito isso hoje. Eu ainda ganhei, e você leva o que você ganha.”

Hamilton viu o sucesso de Baku como uma boa lição para nunca desistir e esperar que a vitória viesse até ele.

"Houve momentos na corrida em que eu senti que poderia ter uma chance de ganhar, e então eu tive alguns problemas e pensei que algo poderia realmente me tirar da corrida.”

"Mas eu estava tipo: 'Continue indo, continue indo, continue', eu continuo dizendo a mim mesmo: 'Continue pressionando, não desista, algo pode acontecer', e aconteceu.”

"Foi realmente um lembrete para mim, não que eu precisasse lembrar, mas toda a minha vida eu passei por experiências como a de hoje, onde você está subindo uma colina e você continua escorregando", eu vou chegar lá, eu vou chegar lá, vou chegar lá.”

"Eu lembro do meu pai me dizendo para nunca desistir quando eu era muito jovem. Então, isso afeta toda sua vida, quando você está tentando ser bem sucedido.”

"Você tenta, você tenta, você falha, você tenta, você falha, e então eventualmente você consegue. E isso hoje era pura prova disso.”

 

compartilhar
comentários
F1 tem novas guerras em Baku; as frases do fim de semana

Artigo anterior

F1 tem novas guerras em Baku; as frases do fim de semana

Próximo artigo

Prost lembra Senna: “sua motivação era me derrotar”

Prost lembra Senna: “sua motivação era me derrotar”
Carregar comentários