Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
53 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
60 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
74 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
88 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
102 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
109 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
123 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
137 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
144 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
158 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
165 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
179 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
193 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
221 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
228 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
242 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
249 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
263 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
277 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
284 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
298 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
312 dias

Honda leva atualização de motor mais recente ao Brasil

compartilhar
comentários
Honda leva atualização de motor mais recente ao Brasil
Por:
Traduzido por: Daniel Betting
7 de nov de 2018 16:34

A Toro Rosso montará a última versão da unidade de potência da Honda para o GP do Brasil, já que a altitude de Interlagos não oferece um desafio tão extremo como foi no México

Pierre Gasly e Brendon Hartley usaram uma versão antiga do motor Honda no GP do México, porque o autódromo de Hermanos Rodríguez está a 2200 metros acima do nível do mar.

A menor densidade do ar gerada pela alta altitude afeta o processo de combustão, o que torna mais difícil o trabalho turbo compressor, por isso a Honda optou por um motor antigo que se adaptasse melhor a essas condições.

A Red Bull também montou a mais recente especificação da Renault no México por motivos de confiabilidade, e igualmente não se espera que a usará no Brasil, já que o circuito de Interlagos, em São Paulo, é o segundo mais alto do calendário, a cerca de 800 metros acima do nível do mar.

Leia também:

No entanto, o propulsor da Honda será usado novamente na Toro Rosso.

"Meu ritmo nos últimos GPs foi realmente fantástico e eu tive um ótimo resultado em Austin e depois um aumento de velocidade no México, embora não tenhamos conseguido os pontos que merecíamos", disse Hartley.

"Portanto, estou indo para as duas últimas corridas do ano com um estado de ânimo muito positivo", completou.

"Montaremos o motor Honda com a última especificação e sabemos que ele oferece muito mais desempenho".

"Além disso, o novo kit aerodinâmico acrescenta algo de valor e parece adaptar-se ao meu estilo de pilotagem."

Hartley acredita que a Toro Rosso pode tentar marcar pontos no Brasil depois que Gasly conquistou o décimo lugar no México, apesar de usar um motor mais antigo e começar de trás por causa de uma penalização de grid.

Gasly adquiriu um motor de especificação nova nos primeiros treinos livres do GP do México para adicioná-lo ao seu conjunto de unidades disponíveis depois que a Honda identificou um problema de montagem que poderia ter afetado a unidade de potência que levou aos Estados Unidos.

Depois de enviar o motor usado em Austin para a fábrica para passar por um check-up, a Toro Rosso descobriu que pode usá-lo novamente.

"Estou ansioso para lutar por pontos novamente depois de termos recebido penalizações táticas nas últimas corridas para maximizar nossas chances nessas duas últimas corridas da temporada", disse Gasly.

Próximo artigo
Prost: Hamilton precisará de motivação diferente em 2019

Artigo anterior

Prost: Hamilton precisará de motivação diferente em 2019

Próximo artigo

Gasly: Inimizade com Ocon não é boa para nenhum de nós

Gasly: Inimizade com Ocon não é boa para nenhum de nós
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Toro Rosso Compre Agora
Autor Scott Mitchell