Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
52 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
59 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
73 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
87 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
101 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
108 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
122 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
136 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
143 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
157 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
164 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
178 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
192 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
220 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
227 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
241 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
248 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
262 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
276 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
283 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
297 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
311 dias

Magnussen: Regra de combustível "estúpida" me fez guiar como vovó

compartilhar
comentários
Magnussen: Regra de combustível "estúpida" me fez guiar como vovó
Por:
Co-autor: James Roberts
26 de out de 2018 18:06

Dinamarquês atacou os "estúpidos" limites de combustível da Fórmula 1 depois de ser desclassificado do GP dos Estados Unidos, apesar de "dirigir como uma avó"

Kevin Magnussen terminou em nono em Austin, mas foi desclassificado por exceder o limite de uso de combustível de 105kg.

A Haas esperava que o vencedor da corrida, Kimi Raikkonen, desse uma volta em Magnussen, então ele teria que completar apenas 55 das 56 voltas.

"Você fica desapontado e frustrado porque está com raiva de si mesmo, porque não fez o suficiente com as regras, mas também fica frustrado com as regras mais do que qualquer outra coisa", disse Magnussen.

"Porque elas são estúpidas. E isso tem que ser mudado.”

Falando com jornalistas antes do GP do México neste fim de semana, Magnussen se referiu a ser forçado a guiar como uma "avó" em três ocasiões.

"Em termos de perder pontos, foi apenas um nono lugar, mas foram pontos e queremos obter todos os pontos possíveis", disse ele.

“Mas foi mais em termos de ser um apaixonado fã de Fórmula 1, foi muito decepcionante.”

“Lutei toda a minha vida para entrar na Fórmula 1, para competir contra os melhores, correndo nos carros mais rápidos, no topo do automobilismo.”

"Então você está guiando por aí como uma avó."

Magnussen disse que percebeu que os rivais Sergio Pérez e Esteban Ocon devem estar enfrentando o mesmo problema porque "não estávamos correndo, estávamos apenas andando.”

Ele afirmou que "a corrida já havia terminado muitas voltas antes do final porque sabíamos que não havia sentido."

"Você faz toda essa preparação, passa por muito trabalho, gasta muito dinheiro e faz um grande esforço para tentar ir rápido", disse Magnussen.

“E então, na corrida, você não pode usar o combustível necessário para chegar ao fim.”

“Qual é o ponto disso? Está um pouco errado.”

Magnussen teve que recorrer a medidas extremas para tentar voltar ao limite de combustível.”

Descrevendo a situação nos Estados Unidos como a pior que já teve na Fórmula 1, Magnussen disse que não tem grande problema em economizar uma pequena quantidade de combustível em uma corrida.

Ele disse que seu problema é "ter que dar meia volta na sequência, quando [na] última volta você estava em plena aceleração, porque estávamos em uma merda tão grande que não poderíamos nem nos dar ao luxo de ir a todo vapor."

Uma solução que Magnussen identificou teria sido recuar e deixar Raikkonen pegá-lo.”

Sacrificar sua corrida dessa maneira teria pelo menos garantido um ou dois pontos e evitado a desqualificação, mas ele perguntou aos repórteres: "É isso que queremos fazer?"

Próximo artigo
Honda reverte especificação de motor e Gasly largará do fim

Artigo anterior

Honda reverte especificação de motor e Gasly largará do fim

Próximo artigo

Pérez pede reforços no setor de aerodinâmica da Force India

Pérez pede reforços no setor de aerodinâmica da Force India
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP dos Estados Unidos
Autor Scott Mitchell