McLaren considera venda de ações de equipe de F1 para arrecadar fundos

Grupo que controla equipes de F1 e Indy quer melhorar fluxo e se preparar melhor para as próximas temporadas

McLaren considera venda de ações de equipe de F1 para arrecadar fundos
Carregar reprodutor de áudio

A McLaren considera vender uma participação de até 30% de sua equipe de Fórmula 1, enquanto busca obter financiamento extra para melhorar seu nível de competitividade.

O grupo McLaren tem buscado financiamento extra nos últimos meses, tendo sido duramente atingido pela crise do novo coronavírus.

Leia também:

No entanto, uma fonte confirmou que o plano de venda, revelado pela Sky News, envolve apenas ações da McLaren Racing, que abrange a equipe da Indy e a F1.

A McLaren vê a introdução do limite de orçamento de US$ 145 milhões em 2021 como uma oportunidade de estar em pé de igualdade com os três primeiros colocados dos últimos anos, Mercedes, Ferrari e Red Bull.

Portanto, é considerado essencial ter o caixa que permitirá à equipe gastar até o limite - especialmente em 2021, quando a nova geração de carros estiver sendo desenvolvida - e, portanto, ter a melhor chance possível de subir na classificação.

No momento, a McLaren Racing tem os mesmos acionistas que sua controladora, portanto, a venda de uma participação na equipe envolveria alguma forma de reestruturação.

Cerca de 56% do McLaren Group é de propriedade da Mumtalakat Holding Company do Bahrain, 14% de Mansour Ojjeh e 10% de Michael Latifi, com os 20% restantes divididos entre acionistas minoritários.

Latifi foi vinculado a um investimento na Williams, depois de ter acordado um empréstimo com a equipe de Grove, e se isso acontecer, resta saber se haverá algum impacto no seu envolvimento a longo prazo na McLaren.

No mês passado, o McLaren Group anunciou planos para reduzir os níveis de pessoal, com a equipe de corrida sendo cortada para 70 pessoas.

Em relação à sua busca mais ampla por financiamento, a empresa-mãe também observou que “atualmente está analisando uma série de possíveis alternativas de financiamento, garantidas e não garantidas, de até £ 275m equivalentes para fortalecer sua posição de liquidez. Uma atualização será fornecida assim que possível.”

Top-5: Quem são os maiores pilotos da história da McLaren na F1?

PODCAST: O que a F1 deveria aprender com as demais categorias para melhorar?

 

compartilhar
comentários
Racing Point realiza primeiro teste de 2020 desde pré-temporada
Artigo anterior

Racing Point realiza primeiro teste de 2020 desde pré-temporada

Próximo artigo

Mercedes revela primeiro uso de tecnologia da F1 em carros de rua; entenda

Mercedes revela primeiro uso de tecnologia da F1 em carros de rua; entenda