Mercedes diz que tem “preocupação zero” sobre caso Racing Point

compartilhar
comentários
Mercedes diz que tem “preocupação zero” sobre caso Racing Point
Por:

Mesmo com punição, Toto Wolff acredita que todo o processo foi legal e admitiu que há espiões no paddock da F1 por toda a parte

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que "não se preocupa" com o envolvimento da equipe em qualquer tipo de irregularidade na saga do duto de freio da Racing Point.

O veredito de hoje dos comissários da FIA revelou que a Mercedes forneceu à Racing Point dados sobre os projetos de dutos de freio do seu W10 de 2019, o que era legal na época.

Também foi revelado que a equipe de Brackley forneceu à sua parceira um conjunto de dutos de freio em 6 de janeiro deste ano, após os regulamentos esportivos especificarem que elas eram peças listadas e precisam ser projetadas pelas equipes.

Leia também:

No entanto, os comissários da FIA aceitaram que os dutos não eram usados ​​e fizeram pouca diferença, já que a Racing Point já havia recebido os projetos.

"Nos sentimos 100% confortáveis ​​com nossa posição", disse Wolff. "Lemos as regras várias vezes. O veredito que saiu hoje é extremamente complicado e apresenta uma interpretação que é nova para todos nós.”

"Fornecemos certos dados em 2019, que estavam totalmente dentro das regras. O dia 6 de janeiro [entrega de dutos] não tem efeito em nenhuma das ações, porque tudo foi entregue muito antes.”

"E todos os desenhos foram entregues muito antes. E a Racing Point e nós mesmos ainda acreditamos que esteja dentro dos regulamentos."

Wolff enfatizou que a cooperação entre as equipes foi boa para ambas as partes.

"Vejo alguns benefícios", disse ele. "Acho que agora temos uma equipe que está competindo entre as da frente.

"Esse era muito o objetivo e, por outro lado, fornece uma grande fonte de receita para nós, como uma grande equipe, somos capazes de monetizar algumas das tecnologias que de outra forma não seriam monetizadas.”

"Eu respeito a opinião do outro lado, de que os carros não devem se parecer com outros. Agora, nenhum dos regulamentos proíbe isso. Essa situação especial surgiu porque uma parte não listada se tornou uma parte listada."

"Portanto, embora fosse uma parte não listada, as coisas foram fornecidas, mas podemos ter essa discussão legal sem parar, mas no final, para ser sincero, há preocupação zero do nosso lado."

"E quando digo zero, quero dizer zero, que estamos em alguma brecha. Também não acho que a Racing Point tenha violado e acredito que, se isso fosse para o ICA [International Court of Appeal], provavelmente seria um assunto complexo, porque é técnico, mas duvido que haja algum resultado."

Wolff minimizou a questão da Racing Point copiar o conceito aerodinâmico geral do W10 - o que a equipe fez por meio de fotografias e 'engenharia reversa' - enfatizando que todas as equipes copiam em algum grau.

"Não acho que os dutos de freio sejam a razão pela qual eles subitamente chegaram nas seis primeiras posições. Acho que é uma equipe de engenharia esplêndida que extraiu o máximo dos regulamentos. Acho que podemos ter o debate de ‘queremos que isso avance em termos de cópias de carros antigos?’”

"Acreditamos que não há nada que seja contrário aos regulamentos, porque a tecnologia existe. E vimos no ano passado, em algumas ocasiões, um de nossos principais concorrentes com uma câmera 3D, examinando nossos carros, na garagem e fora dela.”

"Então, escaneia o carro inteiro e, quando você o conecta ao computador, ele oferece todas as formas.”

"E, portanto, essa tecnologia existe. Não há nada que proíba isso. Todo mundo tem fotógrafos espiões espalhados, estamos dando zoom nos mínimos detalhes de todos os carros e, se não queremos que isso aconteça, então precisamos fechar isso."

SEXTA-LIVRE: Punição à Racing Point, troca de farpa com Renault e destaques de treinos na Inglaterra

PODCAST: Qual é o tamanho da 'sorte' de Hamilton ao vencer com três rodas?

 

Hamilton dá o troco em Bottas e é o mais rápido do dia na Inglaterra

Artigo anterior

Hamilton dá o troco em Bottas e é o mais rápido do dia na Inglaterra

Próximo artigo

F1: Vettel esclarece ‘carona misteriosa’ com chefe da Racing Point

F1: Vettel esclarece ‘carona misteriosa’ com chefe da Racing Point
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes
Autor Adam Cooper