Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
58 dias
20 mai
Próximo evento em
72 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
86 dias
10 jun
Próximo evento em
93 dias
24 jun
Próximo evento em
107 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
114 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
128 dias
29 jul
Próximo evento em
142 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
170 dias
02 set
Próximo evento em
177 dias
09 set
Próximo evento em
184 dias
23 set
Próximo evento em
198 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
205 dias
07 out
Próximo evento em
212 dias
21 out
Próximo evento em
226 dias
28 out
Próximo evento em
233 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
269 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
278 dias

Mercedes modifica roda para evitar protesto da Ferrari

O Motorsport.com apurou que o risco de um protesto da Ferrari levou a Mercedes a fazer modificações em seu projeto dos aros das rodas antes do GP dos EUA

compartilhar
comentários
Mercedes modifica roda para evitar protesto da Ferrari

Enquanto a Mercedes continua buscando respostas sobre os motivos de não ter conseguido controlar as temperaturas de seus pneus na corrida de Austin, surgiu que a equipe fez ajustes de última hora em seu conceito de aro traseiro que estava sob os holofotes antes do final de semana.

O design exclusivo do aro da Mercedes - que apresenta furos internos para ajudar o fluxo de ar, foi visto como um dos fatores que contribuem para a recente sequência de vitórias do fabricante alemão.

No entanto, ele havia sido alvo de um esclarecimento das regras da rival Ferrari na preparação para o GP dos Estados Unidos.

Mercedes F1 AMG W09 rim tyre

Mercedes F1 AMG W09 rim tyre

Photo by: Giorgio Piola

A equipe italiana queria saber por que o uso de tais furos, que em teoria ajudam a energizar o fluxo de ar, foi permitido, apesar de um conceito semelhante que a Red Bull foi proibida de usar em 2012.

Mas a FIA, depois de analisar atentamente o design inteligente da Mercedes, ficou convencida de que era totalmente legal e informou a ambas as equipes que não precisava intervir.

No entanto, fontes já revelaram que a Ferrari permaneceu insatisfeita com o ponto de vista da FIA e, durante as discussões durante o final de semana de Austin, questionou a interpretação do órgão regulador.

Como acompanhamento disso, e ciente de que a Ferrari tinha a opção de levar o assunto mais longe ao apresentar um protesto oficial depois da corrida, a FIA avisou a Mercedes que ainda restavam dúvidas sobre seu projeto para que houvesse problemas potenciais.

Consciente de que o risco de um protesto existia, embora não houvesse sugestão de que a Ferrari realmente ameaçou fazê-lo, entende-se que a Mercedes optou por usar o conceito anterior.

Mercedes F1 AMG W09 rim inside

Mercedes F1 AMG W09 rim inside

Photo by: Giorgio Piola

A Mercedes provavelmente sentiu que, no dia em que esperava encerrar o campeonato mundial, seria melhor evitar a possibilidade de qualquer problema pós-corrida que pudesse ofuscar seu sucesso.

Não está claro o impacto que as mudanças nos aros da roda tiveram no desempenho da Mercedes em Austin, mas Lewis Hamilton sugeriu depois da corrida que havia alguns fatores inesperados que afetaram o uso de pneus.

"Fomos forçados a uma corrida de duas paradas para certas coisas que tínhamos que não eram ideais com o carro", disse ele.

"Se não tivéssemos tido o problema que tivemos, o uso de pneus não teria sido um problema tão grande.”

Entende-se que a FIA continua feliz com o design original do aro da Mercedes, por isso é provável que o fabricante de automóveis alemão vai tentar mais esclarecimentos sobre o assunto antes do GP do México.

Lewis Hamilton precisa de apenas cinco pontos na corrida deste fim de semana para conquistar o pentacampeonato mundial.

Colaboração de Roberto Chinchero e Franco Nugnes

 

RÁDIOS: Frieza de Kimi ao vencer e raiva de Alonso nos EUA

Artigo anterior

RÁDIOS: Frieza de Kimi ao vencer e raiva de Alonso nos EUA

Próximo artigo

Ocon acha que Leclerc pode brigar pelo título em 2019

Ocon acha que Leclerc pode brigar pelo título em 2019
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP dos Estados Unidos
Equipes Ferrari , Mercedes
Autor Jonathan Noble