O preço da maior dinastia da F1: Mercedes revela balanço financeiro de 2018

'Flechas de Prata' venceram os últimos cinco campeonatos mundiais entre pilotos e equipes

O preço da maior dinastia da F1: Mercedes revela balanço financeiro de 2018
Carregar reprodutor de áudio

Atual pentacampeã de construtores e de pilotos da Fórmula 1, a Mercedes teve, em 2018, um balanço financeiro bastante similar ao da temporada anterior, contabilizando receitas, despesas e premiações. É o que foi divulgado nesta quarta-feira.

A renda da equipe com o prêmio em dinheiro da F1, o patrocínio e a empresa controladora Daimler AG, aumentou de 337,2 milhões de libras (cerca de 1,722 bilhão de reais) em 2017 para 338,4 milhões de libras (aproximadamente 1,728 bilhão de reais) no ano passado.

Leia também:

As despesas aumentaram de 309,7 milhões de libras (cerca de 1,582 bilhão de reais) para 311,4 milhões de reais (aproximadamente 1,590 bilhão de reais), resultando em um lucro pós-imposto de 13,3 milhões de libras (por volta de 67,945 milhões de reais).

As receitas e despesas anteriormente haviam registrado um salto significativo de 2016 para 2017, com os últimos números refletindo os custos de pesquisa e desenvolvimento associados às principais mudanças nas regras da F1 introduzidas naquela temporada.

O fato de suas despesas permanecerem basicamente as mesmas em 2018 sugere que a Mercedes optou por manter esse nível de investimento em um período de regras relativamente estáveis.

No entanto, ainda não há sinal externo da equipe abordando o limite de custo que está chegando em 2021 e que forçará as três grandes equipes a reduzir gastos, tendo em vista o teto orçamentário.

Quer assistir F2, F3 e Indy de graça? Se inscreva no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

De fato, nas últimas três temporadas, o número médio de funcionários aumentou de 849 em 2016 para 912 em 2017 e para 968 em 2018, com 38 adicionadas no ano passado em design, fabricação e engenharia e 19 em administração.

Isso contribuiu para o aumento salarial de 2018 em 6,5 milhões de libras (cerca de 33,206 milhões de reais), de 87,2 milhões (para 445,478 milhões de reais) para 93,7 milhões de libras (por valor de 478,685 milhões de reais).

A contribuição da receita de marketing da Daimler AG para o orçamento da equipe está listada em 64,3 milhões de libras (aproximadamente 328,489 milhões de reais), cerca de 4 milhões de libras (20,434 milhões de reais) a mais que no ano anterior.

No entanto, 25,3 milhões de libras (cerca de 129,250 milhões de reais) são devolvidos pela equipe - refletindo o custo das unidades de potência fornecidas pela empresa irmã HPP. Isso deixa uma contribuição líquida da Daimler de menos de 40 milhões libras (204,348 milhões de reais).

Como no ano passado, esse número sugere que a Mercedes recebe um grande retorno, já que teve uma participação de 24% na cobertura de TV da F1 em 2018, o que representa um equivalente ao valor da publicidade de US $ 3,7 bilhões (cerca de 15,441 bilhões de reais) para seus parceiros comerciais.

Ao enfatizar o valor do programa na F1, a equipe diz: "Paralelamente ao sucesso da equipe nas últimas temporadas, a marca Mercedes-Benz cresceu em valor de 31,9 bilhões de dólares (cerca de 132,512 bilhões de reais em 2013 para 48,6 bilhões de dólares (aproximadamente 201 bilhões de reais) em 2018 (conforme medido pela Interbrand), com F1 fazendo uma importante contribuição para o status da marca como a oitava mais valiosa do mundo".

GALERIA: Todos os carros Mercedes na história da Fórmula 1

1954: Mercedes-Benz W 196 R
1954: Mercedes-Benz W 196 R
1/13

Foto de: Daimler AG

1954: Mercedes-Benz W 196 R
1954: Mercedes-Benz W 196 R
2/13

Foto de: Daimler AG

1955: Mercedes-Benz W 196 R
1955: Mercedes-Benz W 196 R
3/13

Foto de: Daimler AG

2010: Mercedes MGP W01
2010: Mercedes MGP W01
4/13

Foto de: XPB Images

2011: Mercedes MGP W02
2011: Mercedes MGP W02
5/13

Foto de: XPB Images

2012: Mercedes F1 W03
2012: Mercedes F1 W03
6/13

Foto de: XPB Images

2013: Mercedes F1 W04
2013: Mercedes F1 W04
7/13

Foto de: XPB Images

2014: Mercedes F1 W05 Hybrid
2014: Mercedes F1 W05 Hybrid
8/13

Foto de: XPB Images

2015: Mercedes F1 W06 Hybrid
2015: Mercedes F1 W06 Hybrid
9/13

Foto de: XPB Images

2016: Mercedes F1 W07 Hybrid
2016: Mercedes F1 W07 Hybrid
10/13

Foto de: XPB Images

2017: Mercedes F1 W08 Hybrid
2017: Mercedes F1 W08 Hybrid
11/13

Foto de: Mercedes AMG

2018: Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+
2018: Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+
12/13

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

2019: Mercedes AMG W10
2019: Mercedes AMG W10
13/13

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

compartilhar
comentários
Leclerc termina namoro de longa data para se concentrar na F1
Artigo anterior

Leclerc termina namoro de longa data para se concentrar na F1

Próximo artigo

Williams planeja asa dianteira “experimental” para GP do Japão

Williams planeja asa dianteira “experimental” para GP do Japão
Carregar comentários