O'Ward, piloto da McLaren na Indy, critica pontuação "rídicula" da superlicença para chegar à F1

Estrela da escuderia na Indy, mexicano não entende como seus últimos resultados na categoria americana não são suficientes para a habilitação

O'Ward, piloto da McLaren na Indy, critica pontuação "rídicula" da superlicença para chegar à F1
Carregar reprodutor de áudio

Pato O'Ward continua focado em ser campeão da Indy, e reiterou que o sistema de pontos da superlicença da FIA fazem a Fórmula 1 ficar mais longe. O mexicano, que conquistou suas duas primeiras vitórias na categoria americana em 2021 e terminou em terceiro na classificação, elogiou o carro da McLaren depois de testá-lo em Abu Dhabi e já expressa seu entusiasmo pela F1 há algum tempo.

No entanto, quando questionado sobre como ele pode atingir o número necessário de pontos para torná-lo um potencial piloto da divisão máxima do automobilismo, ele respondeu: "Não tenho ideia. Para mim, é ridículo que alguém que foi quarto e terceiro no campeonato da Indy não consiga 40 pontos na superlicença e acho que muitos pilotos concordam comigo".

Leia também:

"Pelo que entendi, o quarto lhe daria 10 pontos e o terceiro lhe daria 20, então estou assumindo que estou com 30 pontos", continou O'Ward. "Eu realmente não foquei nesse lado, porque por mais que eu diga: 'talvez consiga alguns pontos aqui e outros ali', no final do dia você tem que deixar isso para as pessoas que querem dar isso a você. Se não querem, então desculpe, você tem que esperar mais um ano e ganhar mais 10 pontos."

Sobre a F1 ser um objetivo final, ele deixou claro: "Com certeza, sim. Quer dizer, meu sonho de ser um piloto de corrida começou com isso, então eu estaria mentindo se dissesse que não".

Arrow McLaren SP driver Pato O'Ward on the McLaren pit wall

Arrow McLaren SP driver Pato O'Ward on the McLaren pit wall

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

"No momento, eu tenho um foco, e está na Indy. Eu quero dar a esses caras seu primeiro campeonato e a primeira [vitória nas] 500 [Milhas de Indianápolis]."

"Quem sabe se a F1 será uma opção ou não. Obviamente, se acontecer, eu vou aceitar 100% e todos na minha posição fariam isso porque é a Fórmula 1. Foi isso que eu cresci assistindo e é isso que eu cresci sonhando, e nunca irá embora."

"Agora, como eu disse, tenho um desafio aqui e quero que as pessoas gostem de mim na Indy e saibam o que a categoria tem a oferecer. Há muitas coisas boas."

Refletindo sobre o teste em um F1, O'Ward disse: "Foi muito legal. Você pode dizer que esses carros são literalmente projetados para ir o mais rápido possível - dentro dos regulamentos, mas projetados para serem os mais velozes".

"Os do ano passado devem ter tido a especificação mais rápida da Fórmula 1 por muito tempo. E eu pude testar isso e pilotar. Posso garantir que foi ridiculamente rápido e uma sensação muito legal."

TELEMETRIA DE FÉRIAS: RICO PENTEADO fala tudo sobre NOVO CARRO DA F1 que estreia em 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #157 - Sucesso da F1 na Band e destaques de 2021: entrevista com editor Fred Sabino

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Mercedes é a quarta equipe a confirmar data de lançamento do carro de 2022
Artigo anterior

F1: Mercedes é a quarta equipe a confirmar data de lançamento do carro de 2022

Próximo artigo

Grosjean revela empolgação com final da F1 e defende Masi

Grosjean revela empolgação com final da F1 e defende Masi
Carregar comentários