Análise
Fórmula 1 GP da Alemanha

Palco de corridaças, Hockenheim pode deixar a F1 de novo em 2020

Circuito alemão não tem contrato garantido no calendário do ano que vem

The Safety Car leads Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10, Max Verstappen, Red Bull Racing RB15, and the rest of the field away

O GP da Alemanha do último domingo certamente deixou um gostinho de "quero mais", se notabilizando com uma das maiores corridas recentes na Fórmula 1.

Leia também:

O problema é que pode ter sido o último GP no país germânico.

Ao lado de Espanha e México, Hockenheim é um dos circuitos brigando pela última vaga no calendário da Fórmula 1 em 2020.

No momento, não há um acordo para manter o circuito alemão. Segundo a revista "Autosport", o contrato de 2019 prevê uma opção de renovação para 2020 nos mesmos termos. Neste ano, a Mercedes "salvou" a realização do GP da Alemanha.

Se realmente ficar de fora, Hockenheim vai reviver um pesadelo recente, quando ficou fora do calendário da F1 em 2015 e 2017.

"Nossa posição é que gostaríamos de ter a corrida. Tem uma opção no nosso contrato, que não depende da gente e precisamos esperar. Não é o ideal, mas é o que temos. Nós gostaríamos de ter um período estratégico e não fazer isso ano a ano", disse Jorn Teske, diretor de marketing de Hockenheim, à Autosport.

Existe a expectativa de manter a prova na Alemanha na Fórmula 1 nos próximos anos devido à potencial subida de Mick Schumacher para a F1, o que geraria retorno financeiro devido a "Schumimania" que isso envolveria.

Histórico de glórias

Mesmo na configuração nova, adaptada por Hermann Tilke em 2002, Hockenheim proporcionou grandes corridas. Em 2018 e 2019, foram provas épicas, isso sem contar a primeira vitória de Rubens Barrichello, largando em 18º, no ano 2000.

Ao todo, são sete vitórias brasileiras em Hockenheim: Nelson Piquet (1981, 86, 87), Ayrton Senna (88, 89 e 90) e Barrichello.

Veja abaixo como está o calendário para 2020:

GP da Austrália
A etapa de Melbourne seguirá abrindo a temporada da F1. A prova de 2020 já tem data confirmada: 15 de março.
GP do Bahrein
Segunda etapa da temporada 2019, a prova de Sakhir foi marcada por grande decepção para Charles Leclerc e está confirmada para 2020.
GP da China
A etapa de Xangai de 2019 marcou a milésima corrida da história da F1 e segue no calendário em 2020.
GP do Azerbaijão
A movimentada etapa de Baku se mantém no calendário do ano que vem.
A definir (GP da Espanha)
A etapa de Barcelona é uma das mais cotadas para deixar a F1 e acontece no começo de maio. Para 2020, o GP do Vietnã (layout na foto) está confirmado e deve ocorrer em abril, pouco antes da habitual data da corrida espanhola.
GP de Mônaco
Tradicionalíssima prova de Monte Carlo segue na Fórmula 1.
GP do Canadá
Palco de polêmica entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton neste ano, a etapa de Montreal segue no calendário para 2020.
GP da França
Alvo de duras críticas por conta de sua monotonia, a corrida de Paul Ricard também acontecerá no ano que vem.
GP da Áustria
Responsável por reanimar os fãs da F1 com a espetacular vitória de Max Verstappen, a prova de Spielberg se mantém firme e forte para 2020.
GP da Grã-Bretanha
Recém-confirmada na F1 até 2024, a etapa de Silverstone é o berço da categoria, já que foi sede da primeira corrida da história do campeonato, em 1950.
A definir (GP da Alemanha)
A etapa de Hockenheim segue sem contrato para 2020 e pode fazer sua despedida na atual temporada.
GP da Hungria
A tradicional prova de Hungaroring segue no calendário para 2020.
GP da Bélgica
A etapa de Spa-Francorchamps, famosa pela curva Eau Rouge (foto) é uma das favoritas de pilotos e fãs e se mantém na F1.
GP da Itália
Outra corrida tradicional que segue no calendário é o GP da Itália, disputado em Monza. O circuito renovou com a F1 neste ano e segue pelo menos até 2024, como Silverstone.
GP de Cingapura
Palco de polêmicas, a exótica etapa de Marina Bay segue no calendário para 2020.
GP da Rússia
Outra pista marcada por polêmica que segue na F1 é a de Sochi, que teve ordem de equipe da Mercedes em favor de Hamilton em 2018.
GP do Japão
Outro histórico circuito que se mantém na categoria é o de Suzuka, palco de grandes decisões no fim dos anos 1980.
A definir (GP do México)
A etapa de Hermanos Rodríguez tem problemas de financiamento, já que não terá mais apoio do governo. Assim, a negociação se arrasta. Confirmado em 2020, o GP da Holanda pode ser um dos substitutos, mas a corrida de Zandvoort (foto) também pode entrar na vaga da prova espanhola.
GP dos Estados Unidos
A etapa do Circuito das Américas segue no calendário da F1 em 2020.
GP do Brasil
Até 2020, a corrida fica em Interlagos, famoso pelo S do Senna (foto). Depois, não se sabe: o Rio de Janeiro anunciou a construção de um autódromo e entrou na disputa com São Paulo pelo futuro da etapa brasileira da F1.
GP de Abu Dhabi
A luxuosa prova que vai noite adentro vem fechando o calendário nos últimos anos e está confirmada para 2020.
21

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Verstappen: Triunfo na Alemanha não muda perspectiva no campeonato
Próximo artigo Hamilton diz que GP da Alemanha foi traiçoeiro como um jogo de tabuleiro

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil