Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
13 dias

Raikkonen: Piloto melhor depois de 'um pouco de diversão'

compartilhar
comentários
Raikkonen: Piloto melhor depois de 'um pouco de diversão'
12 de mar de 2019 17:05

Campeão de 2007 diz que rende mais quando faz o que quer em vez de "simplesmente não se divertir ou não beber" entre os GPs

Kimi Raikkonen é conhecido pela sua fama de festeiro e bom de copo. Último campeão mundial da Ferrari, em 2007, o finlandês deixou a escuderia para correr pela Alfa Romeo em 2019. Apesar de ser o mais velho do grid, com 39 anos, ele mantém a mística de bon vivant: “Tenho pilotado melhor quando faço o que quero entre as corridas em vez de simplesmente não me divertir ou não beber”.

Na estreia da segunda temporada do podcast oficial da F1 Beyond The Grid, Raikkonen compartilhou sua crença de que as festas, marcas do começo de sua carreira, fizeram dele um piloto melhor: "Há muitas teorias comprovadas de que você pilota melhor depois de ter se divertido um pouquinho". E o que não faltam são histórias de esbórnia do finlandês.

Leia também:


Uma das mais famosas é contada por Josef Leberer, preparador físico que trabalhou com Ayrton Senna na F1. Segundo Leberer, ele conquistou Raikkonen antes mesmo de sua estreia na categoria pela Sauber, em 2001. Após seis dias de treino nos Alpes austríacos, o preparador levou Raikkonen para uma pizzaria e perguntou se ele queria uma cerveja. “Kimi disse: 'Sério, posso?'”, lembra Leberer. "Eu disse: ‘Claro, você trabalhou duro, uma cerveja não é problema’."

De acordo com Raikkonen, a filosofia de Leberer permaneceu com ele ao longo de sua carreira. "Obviamente, é uma piada frequente", disse o campeão mundial de 2007 ao apresentador Tom Clarkson sobre sua reputação de festeiro.

Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing

Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing

Photo by: Andy Hone / LAT Images

Em 2013, o finlandês levou a filosofia a sério. Depois de terminar em segundo no Grande Prêmio do Bahrein, ele participou de uma sequência de 16 dias de festas em diferentes continentes antes de terminar em segundo no GP da Espanha.

“Aquele período inteiro foi basicamente pilotar e festar. Nada novo. Para mim, é normal. Pode parecer um pouco estranho para quem vê de fora, mas para mim, no passado, era uma coisa muito normal".

Raikkonen também explicou como o estilo de vida descontraído ajuda nas pistas: “Sempre achei que isso deixa você mais relaxado, de modo que precisa se esforçar mais e se concentrar na pista porque está um pouco inseguro. E então o resultado final vem melhor”.

Próximo artigo
Racing Point diz que levará carro “bem diferente” para Austrália

Artigo anterior

Racing Point diz que levará carro “bem diferente” para Austrália

Próximo artigo

Ferrari revela pintura revisada para o GP da Austrália de F1

Ferrari revela pintura revisada para o GP da Austrália de F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1