Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Corrida em
17 Horas
:
42 Minutos
:
41 Segundos
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
11 dias

Red Bull crê que problemas de resfriamento dificultaram vida da Ferrari na Austrália

compartilhar
comentários
Red Bull crê que problemas de resfriamento dificultaram vida da Ferrari na Austrália
Por:
Co-autor: Christian Nimmervoll
27 de mar de 2019 18:23

Consultor da Red Bull, Helmut Marko avalia que equipe italiana teve que segurar sua performance no GP da Austrália por causa de problemas de resfriamento

A Ferrari fez uma estreia de campeonato apagada, ao contrário dos testes de pré-temporada quando demonstrou melhor desempenho.

A equipe italiana disse que fez "correções" com o que considera ter contribuído para seu fraco desempenho na Austrália, e o consultor de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko, acredita que isso está relacionado ao motor.

Leia também:

Marko disse ao Motorsport.com: "Está bem claro que a Ferrari teve um mau desempenho. E também a Haas.”

"Não sabemos exatamente, mas acho que eles apenas reduziram o desempenho porque tiveram problemas de resfriamento.”

"A Haas foi repentinamente mais lenta em relação ao resto do grid, em comparação ao seu ritmo nas long runs nos testes de pré-temporada."

Sebastian Vettel teve um ritmo dramaticamente ruim durante o GP da Austrália e Marko acredita que a falta de desempenho com pneus mais novos ou mais macios também apontou para um problema relacionado à configuração.

"Uma indicação é que [Charles] Leclerc foi mais rápido com os pneus brancos (duros) do que Vettel com os amarelos (médios)", disse Marko.

"Isso significa que algo estava errado. Vettel fez apenas três voltas rápidas e, em seguida, seu ritmo caiu.”

"A Ferrari não representava perigo com pneu amarelo devido à temperatura e ao desgaste dos pneus.”

"Nós, por outro lado, não tivemos problemas com a degradação e não estávamos nem perto do limite."

A Ferrari foi o concorrente mais consistente da Mercedes em 2017 e 2018, e foi analisada no ano passado por seus ganhos de desempenho do motor.

Marko disse que outro fator no desempenho da Ferrari foi uma perda aparente de uma vantagem de velocidade em retas.

"A FIA reagiu muito bem e fechou várias lacunas, ou pelo menos as minimizou", disse ele.

"Isso significa que esses picos de velocidade que a Ferrari tinha nos últimos 25% ou 30% das retas, não existem mais. Isso é bom", admitiu.

Sebastian Vettel, Ferrari, on the grid

Sebastian Vettel, Ferrari, on the grid

Photo by: Jerry Andre / Sutton Images

Próximo artigo
Alonso, de fato, marcou quase 80% dos pontos da Ferrari enquanto foi da equipe na F1

Artigo anterior

Alonso, de fato, marcou quase 80% dos pontos da Ferrari enquanto foi da equipe na F1

Próximo artigo

GALERIA: Coulthard faz 48 anos; relembre seus carros na Fórmula 1

GALERIA: Coulthard faz 48 anos; relembre seus carros na Fórmula 1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Scott Mitchell